Wiki, Y

Para que serve iogurte? Benefícios e propriedades | NutriTienda

sexta, 1 de janeiro de 2010

O Iogurte é um alimento de elevado interesse nutricional, contém baixo teor de lactose, é rico em proteínas, vitaminas B2 e minerais, entre os quais se destaca o cálcio e o fósforo.
O iogurte é um leite coagulado que se obtém pela fermentação láctica ácida realizada mediante duas bactérias: Lactobacillus bulgaricus e Spreptococcus thermophillus. O iogurte deve apresentar um mínimo de 100 milhones de microorganismos vivos por grama de produto. Portanto, nem a Bífidus activo nem a L-casei imunitass são consideradas bactérias do iogurte e os seus produtos de fermentação não devem ser rotulados como iogurte, embora as suas propriedades sejam benéficas. Como já referimos, o iogurte, no momento do seu consumo, deve conter suficientes bactérias vivas ativas, de modos que não são verdadeiros iogurtes os laticínios que se pasteurizam, o iogurte congelado ou o iogurte em pó, já que não apresentam bactérias vivas.

O ingrediente principal do iogurte é o leite. O principal hidrato de carbono do leite é a lactose, dissacarídeo que serve de alimento principal às bactérias lácticas e o produto final que se acumula é o ácido láctico, que acidifica o meio e leva à precipitação por desnaturação das proteínas lácteas, finalizando o processo de fermentação e dando lugar à textura densa característica do iogurte. Os microorganismos, durante a fermentação, produzem vitaminas do complexo B necessárias para o metabolismo bacteriano, embora o teor de algumas presentes no leite seja reduzido como a vitamina B12 e a vitamina C. Também contém minerais essenciais, entre os quais se destaca o cálcio, como referimos acima.

Para produzir o iogurte adiciona-se ao leite pasteurizado uma cultura mista de cultivos previamente selecionados de Lactobacillus e Spreptococcus e deixa-se fermentar durante um período de 6 a 23 horas. Uma vez alcançadas as condições ótimas, deixa-se a repousar o resultado em recipientes estéreis. Pode-se fazer iogurte com qualquer tipo de leite, embora o mais comum é utilizar leite de vaca, também adiciona-se diferentes sabores, pedaços de frutas e podem apresentar-se em forma líquida, cremosa, desnatada e numa ampla variedade de formas, mas as bactérias empregadas para a fermentação da lactose são sempre as mesmas Lactobacillus bulgaricus e Spreptococcus thermophillus.

O teor de gordura depende do tipo de leite utilizado, o mesmo acontece com o teor da adição de açúcares que pode aumentar o seu teor calórico. 

100 ml de Iogurte Kcal CH Proteínas Gorduras Cálcio Sódio
Gordo 86 14 4.5 3 135 59
Magro 34 4 4 0.1 135 62

 

Benefícios da sua contribuição

O iogurte, graças ao seu conteúdo de bactérias lácticas vivas, pode exercer efeitos como probiótico. Os probióticos apresentam diferentes vantagens para as pessoas que os consome como contribuir para o equilíbrio da flora intestinal, atuar como imunomoduladores, prevenir infeções, reduzir os níveis de colesterol, etc. 

O iogurte é muito baixo em calorias, especialmente se for magro, sendo apropriado para as dietas de emagrecimento.

O iogurte é também rico em proteínas, as suas proteínas são facilmente digeríveis, resultando interessante para a alimentação das crianças, idosos e de qualquer pessoa com problemas digestivos. Além disso, o conteúdo de lactose do iogurte é muito baixo, já que as bactérias a fermentam convertendo-a em ácido láctico. Portanto, as pessoas com intolerância à lactose podem beneficiar-se do consumo de iogurte. 

Tal como o leite, o iogurte é uma fonte excelente de cálcio. Geralmente um iogurte proporciona entre 270 a 450 miligramas, quase a metade das necessidades diárias. Em vista disso, o seu consumo resulta importante, quer para as crianças quer para os adultos, especialmente para as mulheres, pois ajuda a evitar a osteoporose. O teor de ácido fólico no iogurte duplica respeito ao do leite, graças ao metabolismo das bactérias lácticas.

A produção de ácido láctico no interior do intestino diminui o pH, reduzindo o crescimento de bactérias patogénicas e facilitando a assimilação de nutrientes como o cálcio.

Dosagem

As recomendações de laticínios estão entre 2 e 4 rações/dia, um iogurte (125 gramas) considera-se uma ração.

Precauções

O iogurte é considerado um alimento seguro, portanto não há que ter nenhuma precaução particular sobre o seu consumo regular dentro de umas quantidades normais. Só as pessoas com intolerâncias ou alergias aos componentes do leite devem evitar ou reduzir o seu consumo.

Sugerimos também