V, Wiki

Para que serve Vanilla? Benefícios e propriedades | NutriTienda

sexta, 1 de janeiro de 2010

A baunilha pertence ao género das orquídeas. É originária do México e foi descoberta pelos espanhóis a princípios do século XVI durante a conquista do continente americano. São mais de 110 espécies distribuídas pelas regiões tropicais do mundo inteiro, procedentes na sua grande maioria do Caribe, embora o fruto do qual se obtém o famoso aromatizante denominado baunilha, pertence à espécie Vanilla planifolia.

O elevado preço da baunilha natural deve-se em parte ao minucioso trabalho que supõe a sua elaboração. Inicialmente os frutos são praticamente inodoros e para conseguir a especiaria suave e agradavelmente perfumada que conhecemos, é necessária uma preparação minuciosa e metódica. O extrato de baunilha natural, obtém-se por maceração das vagens em álcool, enquanto a baunilha em pó obtém-se por moagem da mesma.

De forma natural, a baunilha apresenta-se em forma de paus pretos e brilhantes, comummente chamados "vagens" de baunilha. A baunilha, deve cumprir com os seguintes requisitos: as vagens devem apresentar uma longitude mínima de 15 centímetros, não devem estar partidas, não devem ter cicatrizes nem estar secas, ou seja, a baunilha de qualidade deve ser flexível e poder ser enrolada no dedo sem quebrar.

O perfil aromático natural desenvolve um perfume complexo formado por centenas de compostos aromáticos diferentes. O extrato de baunilha natural, apresenta numerosos compostos na sua fórmula, mas podemos dizer que o composto predominante responsável do seu cheiro e sabor característico é a vainilina. A vainilina é uma essência de baunilha disponível de duas formas no mercado, o extrato real das vagens, das sementes de elevado preço, e a essência sintética, que consiste numa solução de vainilina sintética (4-hidroxi-3-metoxibenzaldehído) que é o que comummente se denomina vainilina.

O extrato de baunilha natural obtém-se por maceração das vagens em álcool, enquanto a baunilha em pó obtém-se por moagem. Os frutos de maior qualidade e de maior beleza, recebem o nome de baunilha caseira e são destinadas à venda a retalho, por outro lado, as produções de menor qualidade são destinadas à venda a grosso para o mercado da indústria alimentar ou são utilizadas para a preparação do extrato de baunilha ou a fabricação da baunilha em pó.

As de melhor qualidade apresentam um teor de humidade de 23  a 25% e de vainilina de 2,5% (em estado seco). Outras formas de classificação consideram a flexibilidade e brilho, aroma e cor.

Podemos encontrar a baunilha no mercado em diferentes formas, em rama ou palitos de baunilha, em pó, o fruto misturado com açúcar (açúcar baunilhado) ou em extrato de baunilha usado como extrato alcoólico. Além disso, está também disponível no mercado a chamanda vainilina ou essência de baunilha (0.75-3.7%), que pode ser natural se for extraída da baunilha ou sintética se for processada de forma rápida e económica através de plantas diferentes à baunilha.

A indústria agroalimentar representa entre o 80% e o 85% da demanda mundial de baunilha, destacando as indústrias de chocolates, de gelados e as de gasosas. Depois da indústria alimentar, a seguinte indústria que utiliza esta planta é a de perfumes. São numerosos os perfumes que utilizam a essência de baunilha como fundo. O consumo mundial atual de baunilha estima-se em 9000 toneladas.

Aplicações

A baunilha é um aromatizante. O uso principal da baunilha é como aditivo organoléptico, aromatizante, fundamentalmente para gelados, bebidas, chocolates, guloseimas e diferentes sobremesas.

A baunilha natural não é empregada na elaboração de qualquer doce, mas sim na elaboração de doces de alta qualidade e em chocolates.

Precauções

Não foi estabelecida uma dose máxima diária para o consumo de baunilha, sempre que a ingestão for realizada com moderação e dentro de uma dieta equilibrada.

Sugerimos também