T, Wiki

Para que serve Tocotrienols? Benefícios e propriedades | NutriTienda

sexta, 1 de janeiro de 2010

Os tocotrienóis representam os componentes minoritários da vitamina E, tal como os tocoferóis, têm uma estrutura com uma parte complexa denominada quinina e uma cadeia terpénica (ácido gordo) mas se diferenciam segundo o grau de saturação do ácido gordo, quando a cadeia lateral do tocoferol está totalmente saturada, a do tocotrienol tem 3 duplas ligações nos carbonos 3, 7 e 11.

Existem 4 tipos de tocotrienóis com ação vitamínica (alfa, beta, gama e delta-tocoferol), Cada um deles está presente na natureza nos seus dois isómeros: D e L. No entanto, o ser humano só é capaz de aproveitar os isómeros D.

Os tocotrienóis são menos abundantes em relação aos tocoferóis nos alimentos, porém, havia-se estudado menos até agora a sua biodisponibilidade e comportamento no corpo humano. No entanto, vão aparecendo cada vez mais novas investigações que sugerem que os tocotrienóis têm propriedades funcionais únicas mais além dos benefícios do tocoferol, como potentes benefícios neuroprotetores, anti-inflamatórios, anticancerígenos e propriedades redutoras do colesterol.

As propriedades únicas dos tocotrienois torna importante diferenciar o termo vitamina E de tocoferol, já que embora o tocoferol apresente muitos benefícios, o termo vitamina E engloba também os benefícios dos tocotrienóis.

As principais fontes de tocotrienois são o óleo de palma, óleo de farelo de arroz, cevada e o urucum, ou urucu (Bixa orellana). Por exemplo, quase o 100% da vitamina E do urucum são tocotrienóis, do qual, o extrato disponível para os suplementos dietéticos tem 10% de alfa tocotrienol e 90% de gama-tocotrienol.

Embora estas sejam as fontes principais, os tocotrienóis estão também presentes numa grande variedade de alimentos como frutas, vegetais e grãos, nozes, sementes, carnes, ovos e grande variedade de óleos e gorduras comestíveis.

Benefícios da sua contribuição

EFEITO ANTIOXIDANTE

A atividade biológica da vitamina E associa-se ao seu grande poder antioxidante, que sempre foi relacionado com o α-tocoferol, embora ficou demonstrado em recentes estudos in-vitro que os tocotrienóis têm um excelente poder antioxidante e sugerem que poderiam suprimir a formação dos radicais livres inclusive de forma mais eficaz que os tocoferóis.

Este efeito antioxidante seria maior nos tocotrienóis, já que se distribuem melhor nas membranas celulares, e têm uma eficiência de reciclagem dos radicais livres maior.

SAÚDE CARDIOVASCULAR

A redução dos níveis de colesterol no sangue associa-se com uma redução do risco cardiovascular.

Foi demonstrado que concentrações micromolares de tocotrienol aumentam a degradação da enzima HMG-CoA redutase, suprimindo assim a sua atividade, a HMG-CoA redutase  é uma enzima hepática responsável da síntese de colesterol, com o qual os tocotrienóis poderiam ajudar a regular os níveis de colesterol no sangue e poderiam ser considerados efetivos na prevenção e tratamento das doenças cardiovasculares.

PREVENÇÃO DE DOENÇAS NEURODEGENERATIVAS

Nas doenças neurodegenerativas, o stress oxidativo induz à morte celular programada. Estudos in-vitro demonstraram que concentrações elevadas de glutamato extracelular inibem a absorção de cistina e provocam stress oxidativo. Alguns estudos em células neuronais, demonstraram que concentrações nanomolares de α-tocotrienol poderia bloquear dois processos chave na morte celular induzida pelo glutamato. Embora atualmente seja uma linha em vias de investigação, os tocotrienóis poderiam ter grandes vantagens na hora de prevenir e tratar as doenças neurodegenerativas.

EFEITO ANTITUMORAL

O candro é uma das principais causas de morte e está muito associada com o envelhecimento. Vários estudos in-vitro mostram que os tocotrienóis (TCT) têm capacidade para inibir o crescimento e proliferação de células tumorais, para este efeito, observou-se diferentes vias como por exemplo a inibição específica da proteína quinase que sinaliza a mitose das células tumorais ou a modulação da degradação da enzima HMG – CoA redutase e a tradução do seu ARNm. Atualmente é também uma linha de estudo muito interessante que necessita de mais investigações. 

Dosagem

As doses utilizadas em suplementos fornecem até 1000 mg de tocotrienóis por dose diária.

Precauções

Doses diárias de até 117 mg por kg de peso corporal e dia, demonstraram não ter efeitos adversos em ratos.

Outra informação

Se queres saber mais acerca dos efeitos e benefícios da vitamina E, podes consultar a sua página.

Sugerimos também