S, Wiki

Para que serve semente de uva? Benefícios e propriedades | NutriTienda

sexta, 1 de janeiro de 2010

O extrato de semente de uva é um composto extraído da semente de uva (Vitis vinífera L.) através de técnicas físicas.

O extrato de semente de uva (Grape Seed Extract) tem propriedades antioxidantes devido à sua alta concentração de polifenóis:

  • Unidades monoméricas de flavan-3-óis (catequinas, epicatequinas).
  • Proantocianidinas oligoméricas (OPC’s), formadas por dímeros, trímeros e tetrâmeros flavan-3-óis, assim como proantocianidinas altamente polimerizadas. As proantocianidinas supõem aproximadamente o 60-70% deste extrato.

Os polifenois são considerados antioxidantes de origem natural com capacidade de neutralizar os radicais livres e minimizar o stress oxidativo. Os polifenóis do extrato de uva têm uma biodisponibilidade alta e uma capacidade antioxidante que parece ser maior inclusive que a vitamina C ou a vitamina E.

O poder antioxidante das proantocianidinas presentes no extrato de sementes de uva, é diferente dependendo da cadeia. Os monómeros e dímeros inibem melhor a oxidação do colesterol LDL, enquanto a medida que aumenta a longitude do polímero aumenta também a capacidade de captar o anião superóxido, que é uma das espécies reativas de oxigénio que produzam stress oxidativo nos tecidos.

Benefícios da sua contribuição

Proteção cardiovascular.

Foi bem definido em diferentes estudos que o extrato de semente de uva tem efeito anti-inflamatório,  que pode inibir a atividade de diferentes enzimas como a cicloxigenas e a lipoxigenase, enzimas que desempenham um papel chave na inflamação e nas doenças associadas a ela, como a doença cardiovascular.

Além disso, os polifenóis presentes no extrato de semente de uva demonstraram ter efeito antiagregante plaquetário e melhorar a função endotelial, de modo que age em benefício da saúde ajudando a diminuir o risco cardiovascular.

Por último, as proantocianidinas do extrato de semente de uva têm também um grande poder antioxidante, neutralizando assim os radicais livres, ajudando a evitar a oxidação do colesterol LDL, e o stress oxidativo, os quais também são fatores chave nas lesões cardiovasculares.

Proteção antioxidante.

Existem estudos que atribuem ao extrato de semente de uva como um potente anticancerígeno que poderia ajudar a prevenir diferentes tipos de cancro como o cancro de pele, cólon ou próstata. Os mecanismos de ação variam em função do tipo de cancro, tipo de estudo (in vivo ou in vitro) ou o estado do cancro. No entanto, parece que existem também estudos que observaram por exemplo uma redução da peroxidação lipídica e proteção antioxidante no cancro da pele, a indução de apoptose nas células tumorais no cancro de próstata ou a inibição do crescimento de células tumorais de cancro de cólon. Como é óbvio, não se pode considerar o extrato de semente de uva como uma prevenção ou cura contra o cancro, mas os estudos oferecem dados prometedores para continuar a investigar sobre a capacidade antioxidante do extrato de semente de uva e as suas propriedades.

Prevenção da diabetes.

As proantocianididas presentes no extrato de semente de uva, têm propriedades hipoglicemiantes e ajudam a reduzir a glicose plasmática postpandrial (após a ingestão de alimento). Atuam inibindo a α-glicosidase e α-amilase pancreática, atrasando assim a absorção dos hidratos de carbono e deste modo evita-se uma resposta glicémica muito elevada, ajudando a prevenir a diabetes de tipo 2. Além disso, o extrato de semente de uva parece que atua da mesma forma que a insulina nos tecidos que são sensíveis a esta hormona (como por exemplo, o músculo) favorecendo a captação da glicose através de mediadores da rota de sinalização da insulina, estes mediadores incluem à fosatidilinositol-3-kinase (PI3K), a ativação da proteína quinase ativada por mitógeno (MAPK ou AMPK) e o transportador de glicose GLUT 4.

Inibidor da aromatase.

Existem estudos onde vê-se que o extrato de semente de uva é um bom inibidor da enzima aromatase, a enzima encarregada de converter os androgénios em estrogénios.

A atividade desta enzima expressa-se em níveis mais altos do normal no tecido mamário cancerígena. A redução da atividade da enzima conseguiu-se através da supressão da expressão dos fatores de transcrição CREB-1 e GR, este fator poderia dar lugar a futuras estratégias para suprimir a expressão e a atividade tumoral nos tecidos mamário, assim como para manter os níveis de estrogénios normais no resto de tecidos. 

Outros benefícios.

As proantocianidinas presentes no extrato de sementes de uva, inibem in vitro a atividade da lipase pancreática. Além disso, sabe-se que modulam processos como a lipólise, a síntese de lípidos e de glicogénio, de modos que poderiam resultar úteis como ferramentas preventivas da obesidade. Também, o extrato de semente de uva ajuda a melhorar a circulação sanguínea e a retenção de líquidos em mulheres pós-menopausicas.

Por último, embora haja ainda a necessidade de continuar a investigar para confirmar este efeito, sugere-se que o extrato de semente de uva poderia ser ótimo para o tratamento da inflamação associada à degradação dos ossos em doenças como a osteoartrite.

Dosagem

O extrato de semente de uva (GSE) é normalmente consumido como suplemento dietético em doses de 100 a 500 mg.

Sugerimos também