S, Wiki

Para que serve a sacarose? Benefícios e propriedades | NutriTienda

sexta, 1 de janeiro de 2010

A sacarose é um disacárido digerível composto por uma molécula de glicose e outra de frutose (Glu-Fru) unidas por uma ligação glucosídica em união 1-2.

A sacarose é o edulcorante natural por excelência na alimentação humana, é o açúcar branco comum. É extraído industrialmente a partir da beterraba açucareira e da cana de açúcar.

A sacarose tem um índice glicémico intermédio. Em primeiro lugar a sacarose é rapidamente hidrolisada no intestino, enquanto a glicose eleva a glicemia de forma quase imediata, a frutose apresenta uma velocidade de absorção menor e ademais deve ser metabolizada no fígado e formar glucose para poder sair à corrente sanguínea ou ser utilizada como fonte de energia. A frutose que não é captada pelo fígado pode ser utilizada diretamente pelos músculos.

Benefícios da sua contribuição

Fonte de energia.

A sacarose, tal como o resto de hidratos de carbono, fornece 4 kcal por grama. A glicose é o principal substrato energético durante a atividade física especialmente durante os primeiros momentos da atividade, assim como a maior intensidade de exercício.

A glicose se armazena em forma de glicogénio muscular e hepático. Um consumo adequado de carboidratos intervém no rendimento e permite uma recuperação adequada. A disponibilidade de glicose durante a realização da atividade física, assim como para a adequada recuperação dos depósitos de glicogénio muscular, são pontos chaves para o rendimento desportivo. Começar a atividade física com maior quantidade de glicogénio melhora o rendimento desportivo, enquanto depósitos pouco fornecidos de glicogénio, dietas baixas em carboidratos ou o jejum diminuem a capacidade de realizar atividade física e reduzem o rendimento. Por esta razão, as recomendações de carboidratos para a população desportista ascende a 55-60% do valor calórico total da dieta.

A sacarose fornece glicose de forma direta e a frutose ao ser metabolizada contribui para manter a glicemia de uma forma mais prolongada, prevenindo a hipoglicemia, ajudando a manter os depósitos de glicogénio e mantendo a capacidade de trabalho.

Precauções

Embora não exista uma dose máxima estabelecida para o consumo de sacarose, não é recomendável um consumo excessivo. O seu consumo excessivo pode favorecer o surgimento da obesidade, diabete e cáries. Existem pessoas intolerantes à sacarose, isto é, a falta da enzima sacarose impede tomar sacarose, já que não pode ser digerida, provocando problemas intestinais.

Sugerimos também