P, Wiki

Qual é a proteína do leite? Benefícios e propriedades | NutriTienda

sexta, 1 de janeiro de 2010

O leite contém aproximadamente 6,25% de proteínas, que são de muito boa qualidade desde o ponto de vista nutricional, com um alto teor de aminoácidos essenciais e ramificados.

As proteínas do leite se diferenciam principalmente em dois grandes grupos:

As proteínas de soro do leite, embora representem uma pequena percentagem, se absorvem mais rápido do que as caseínas, produzindo um rápido mas curto aumento de aminoácidos no plasma. Por outro lado, as caseínas permanecem coaguladas no estômago e se vão absorvendo lentamente, devido a isso, os aminoácidos se vão incorporando de forma lenta e contínua à corrente sanguínea.

A combinação de caseína com proteína de whey proporciona diferentes velocidades de absorção produzindo diferentes efeitos no organismo.

Caseína.

A caseína é a proteína que mais abunda no leite, e além disso, contém cálcio, fósforo e outros micronutrientes como o ferro, zinco ou cobre. A sua digestão é lenta e sustentada, os seus aminoácidos libertam-se de forma prolongada, já que quando a caseína chega ao estômago, as micelas se precipitam devido à acidez dos sucos gástricos formando coágulos. O aumento de aminoácidos no plasma é lento mas os níveis mantêm-se elevados durante mais tempo.

Por esta razão, as caseínas combatem a degradação muscular ou catabolismo que ocorre por exemplo como consequência da prática de exercício intensivo ou outras situações catabólicas como o jejum.

Proteínas de whey.

A proteína de whey resiste bastante bem à acidez do estômago e passa ao intestino sem se precipitar, produzindo um aumento mais rápido da concentração de aminoácidos disponível no sangue, sendo assim considerada como uma proteína de digestão rápida e de alta qualidade. Está comprovado que este aumento rápido de aminoácidos no sangue estimula a síntese proteica.

Benefícios da sua contribuição

Atividade física.

Tal como mencionamos acima, a proteína de whey produz um aumento rápido da síntese proteica, e já a caseína proporciona uma libertação sustentada de aminoácidos prolongando os seus efeitos, por tanto, ambas supõem uma boa combinação.

Após a realização de exercício físico é bom consumir proteínas, as proteínas de whey são digeridas provocando picos de aminoácidos no plasma sanguíneo, os aminoácidos são captados pelos músculos dando lugar a um aumento da síntese proteica e acelerando a recuperação muscular.

Além disso, a proteína de whey é capaz de estimular a libertação de insulina, reforçando a resposta máxima de estimulação proteica favorecendo assim a hipertrofia e aumentando a força muscular.

Porém, a caseína não é absorvida de forma tão imediata, já que se coagula no estômago e passa mais lentamente ao intestino, os seus aminoácidos libertam-se pouco a pouco no plasma de forma mais prolongada, sendo a caseína adequada para combater a degradação muscular que se produz por exemplo depois do exercício ou em outras situações catabólicas como os períodos de jejum e durante o descanso noturno.

Por tanto, a proteína de leite ao conter caseína e soro, absorve-se de forma gradual e complementa os benefícios das duas proteínas, estimulando em primeiro lugar a síntese proteica e estimulando posteriormente um anabolismo mais lento e evitando o catabolismo proteico.

Além disso, o exercício produz dano muscular que degrada as estruturas proteicas, pode reduzir o rendimento e aumentar a dor muscular. O consumo de produtos à base de proteínas de leite melhora o rendimento e reduz a degradação muscular.

Por último, está demonstrado que a combinação de ambas as proteínas tem efeitos positivos sobre os níveis de gordura corporal durante o treino com pesos.

Saciedade e perda de peso.

As proteínas do leite resultam de grande ajuda durante os períodos de perda de peso, podem ser utilizadas em dietas hiperproteicas e baixas em gordura utilizadas para o tratamento do sobrepeso.

Por um lado as caseínas, que são as mais abundantes, se digerem de forma lenta produzindo um efeito saciante que ajuda a controlar a ingestão de alimentos em períodos de dieta ou definição.

Por outro lado, a proteína de whey, promove a libertação de substâncias que reduzem o apetite e também ajudam a controlar a ingestão de alimentos.

Tanto uma como outra, fornece aminoácidos que ajudam a manter o tecido muscular durante as dietas hipocalóricas.

Melhora a reidratação.

Estudos recentes mostraram que os atletas que consomem proteína e também bebidas reidratantes, têm um efeito positivo sobre a reposição de líquidos e o seu rendimento melhora bastante. Num estudo realizado, ficou demonstrado que depois de realizar exercício intermitente num clima cálido, a ingestão de uma bebida composta de hidratos de carbono e proteínas do leite, conserva melhor a energia e os eletrólitos em comparação com uma solução de hidratos de carbono que não continha proteínas.

Atividade biológica.

Durante a digestão das proteínas do leite, estas além de libertarem aminoácidos libertam também péptidos, que têm um valor nutricional alto, mas também têm atividade biológica regulando processos fisiológicos. Estes péptidos podem atuar tanto a nível local (no trato digestivo), como a nível sistémico chegando a qualquer tecido e atuando como vaso-reguladores, indutores hormonais, neurotransmissores e fatores de crescimento.

Saúde óssea.

As proteínas do leite, demonstraram ter efeitos benéficos sobre a saúde óssea, melhoram a massa muscular, a qualidade de vida e a funcionalidade das pessoas de idade avançada.

Outros benefícios.

As proteínas de soro do leite, exercem um efeito positivos sobre a pressão arterial e sobre os lípidos sanguíneos, promovendo assim a saúde cardiovascular, além de efeitos sobre o sistema imune que aumentam a atividade imunológica e antioxidante do organismo.

Precauções

Existem estudos que fizeram uso de até 54 gramas de proteína ao dia e os mesmos não ocasionaram efeitos secundários, embora seja recomendável combinar com uma dieta adequada. Não foram descritos efeitos secundários empregando doses de 2.6 g/kg/dia em pessoas saudáveis.

Outra informação

Se desejas conhecer mais a fundo as propriedades das principais proteínas do leite, convidamos-te a visitar as fichas completas tanto da Proteína de whey como a da Caseína.

Sugerimos também