P, Wiki

Para que serve propionil L-carnitina? Benefícios e propriedades | NutriTienda

sexta, 1 de janeiro de 2010

A propionil L-carnitina (PLC) é uma forma de L-carnitina unida ao ácido propiónico. O corpo humano é capaz de extrair a L-carnitina com grande facilidade quando a propionil L-carnitina chega à mitocôndria, do mesmo modo que pode transformar a L-carnitina em propionil L-carnitina.

A propionil L-carnitina tem uma grande afinidade pelo tecido cardíaco e o músculo-esquelético, por esta razão, esta forma de L-carnitina se transporta mais facilmente ao interior das fibras musculares produzindo maiores concentrações de L-carnitina.

Há alguns anos atrás, o uso de propionil L-carnitina era exclusivamente para aplicações médicas, no entanto, atualmente esta substância encontra-se também em forma de suplementos alimentares. O seu mecanismo de ação parece produzir-se graças ao aumento da obtenção de energia, função crucial para a função cardíaca e muscular.

Entre as propriedades da propionil L-carnitina está também a de aumentar a síntese de óxido nítrico, e por tanto, a de vasodilatador e a de melhorar a circulação sanguínea. A metabolização desta forma de L-carnitina proporciona por sua vez propionil Coenzima A, que serve como molécula energética ao converter-se em succinato. Esta entrega de succinato serve como combustível, sobretudo em situações de falta de oxigénio.

Por sua vez, a propionil L-carnitina apresenta propriedades antioxidantes com as consequentes vantagens à saúde. Importa referir que, a L-carnitina tem um papel clave no transporte dos ácidos gordos ao interior da mitocôndria para serem utilizados como fonte de energia.

É muito comum encontrar propionil L-carnitina unida ao aminoácido glicina em fórmulas comerciais e suplementos, o nome que recebe esta substância é glicina propionil L-carnitina.

Benefícios da sua contribuição

Os benefícios cardiovasculares da propionil L-carnitina parecem ser mais efetivos que o consumo isolado de L-carnitina. A propionil L-carnitina é utilizada para tratar as afeções cardiovasculares, angiopatias ou patologias cardíacas como a insuficiência cardíaca descongestiva. A propionil L-carnitina também é utilizada para tratar a dor nas pernas, causada por uma má circulação periférica produzida por doenças como a diabetes ou a ateroesclerose.

A propionil L-carnitina é utilizada em combinação com a acetil L-carnitina para combater a síndrome da fatiga crónica ou síndrome da deficiência de testosterona nos homens de idade avançada.

Dosagem

As doses habituais oscilam entre 500 e 1500 mg de propionil L-carnitina ao dia. Para o tratamento de afeções cardiovasculares são empregados 500 mg três vezes ao dia.

Para melhorar os níveis hormonais nos homens com défice na produção de testosterona, empregam-se 2 gramas de propionil L-carnitina junto com 2 gramas de acetil L-carnitina. Como ajuda no tratamento da disfunção erétil, se utiliza também 2 gramas de propionil L-carnitina junto com a medicação indicada.

Precauções

O consumo de propionil L-carnitina, é geralmente seguro. Em algumas ocasiões pode causar transtornos gastrointestinais como náuseas, vómitos ou dor de estômago. Outro efeito adverso observado em doses elevadas é o surgimento de um odor similar ao de peixe na urina, no suor e também na respiração.

Crê-se que a propionil L-carnitina pode interferir em casos de hipotiroidismo ou reduzir os efeitos do tratamento com hormonas tiróides; por esta razão, recomenda-se a todas as pessoas que sofrem desta afeção a não fazer uso desta substância a menos que seja sob supervisão médica.

Não existem estudos específicos em mulheres grávidas ou em período de lactação.

Sugerimos também