Prepara o teu cão para a chegada do bebé

quarta, 6 de novembro de 2019

A chegada de um bebé a casa representa para o nosso cão uma situação completamente nova, por isso é necessário tomar uma série de medidas ou precauções para fazer essa transição mais fácil para toda a família!

Devemos entender que antes da chegada do novo membro da família, o teu companheiro de quatro patas era o “bebé” da casa e temos que tentar, na medida do possível, que não veja a chegada do bebé como algo negativo ou traumático para ele. Há que mostrar-lhe com calma, atenção e muitos mimos que o fato de que a manada cresça, não o deixa de fora.

Tem atenção que a apresentação é um momento chave. Assim que deixa o cão cheirar o bebé (sem deixá-lo no chão) e observa a sua reação. Está relaxado? Recompensá-lo com algum doce e mimos. Está demasiado excitado? Deixa para outro momento em que esteja mais relaxado e submisso. O importante é não forçá-lo e fazê-lo gradualmente. Uma boa forma é que, depois de um primeiro contacto em que cheire o bebé, outro membro da família o chame e jogue com ele. Pequenos encontros na primeira jornada entre jogos farão que veja a sua presença como algo positivo.

Se queres saber mais… Continua a ler!

Como preparamos o nosso cão antes da chegada do bebé?

  • Tenta adaptar os horários do cão aos que prevemos que serão com a chegada do bebé, assim se irá preparando para a nova situação. Devemos evitar que os horários que normalmente tínhamos estabelecido para levar o nosso cão a fazer as suas necessidades variem quando o bebé chegar, mas, se não for possível, quanto mais cedo começarmos a adaptar o nosso animal de estimação à nova mudança, melhor.
  • O teu cão é como a tua sombra? Se vive amarrado aos teus calcanhares (sabemos que adoras isso) e acompanha-te a cada cantinho da casa ou em cada atividade que faças, é o momento de ajudar-lhe a ser mais independente. Sabemos que o carácter de cada cão é um mundo, mas temos que acostumar-lhe a estar sozinho pouco a pouco, já que nem sempre poderás dar atenção apenas a ele.
  • Deixa o teu cão experimentar os cinco sentidos da “convivência” com o bebé: cheirar o creme e a colónia que o bebé vai usar para se familiarizar com o seu cheiro, pôr gravações de gritos e choros enquanto brincas com ele para identificar esses sons como algo positivo e introduzir os utensílios do bebé em casa para ele ver e explorar. Se ele se acostumar à sua presença, a chegada do novo membro da família não será uma mudança repentina.
  • Se não queres que entre no quarto do bebé ou que se suba no sofá aquando da sua chegada…Deves ir ensinando-lhe essas limitações! Como é lógico, alguns costumes que tínhamos antes podem ser um “problema”, por isso é importante ensinar com tempo ao nosso animal de estimação esses novos hábitos e limitações. Assim iremos evitar que relacione broncas e mudanças com o bebé. Serão novas regras que aprendeu de forma positiva!
  • Impregna com a colónia do bebé um brinquedo e ensina-lhe que não deve brincar com ele, assim saberá que as coisas do bebé não são os seus brinquedos. Sabemos de sobra que muitas coisas que deixamos jogadas por casa, são sinónimos de diversão para o nosso companheiro patudo: deve aprender que o bebé pode deixar coisas por aí, mas não serão os seus brinquedos. 

Até aqui todos contentes!. O teu patudo já pode receber o bebé com as patinhas abertas 😉

Pero…

Que orientações devemos seguir com o nosso cão depois da chegada do bebé?

  • Dedica tempo ao teu cão, se poder ser, de forma ativa e lúdica. Tenta encontrar um momento para brincar com o teu animal de estimação, seja com longos passeios e excursões ou com alguns dos seus brinquedos. O importante é que o teu cão não se sinta afastado e note que as coisas não mudaram entre vocês.
  • Não te zangues com o cão quando ele se aproximar para ver ou cheirar o bebé: para ele é “algo novo”. E, sempre sob a tua supervisão. É inevitável que o teu cão queira chegar mais perto de “explorar” e conhecer “aquela pequena coisinha” que soa e atrai todos os olhares. É claro que é preciso ter cuidado e certificar-se de que ele o faz de uma forma calma e submissa, nunca se exaltando demais porque pode querer brincar com ele e não controlar a sua força (isso não significa que ele vai magoá-lo conscientemente). Além disso, ele corre o risco de viver a sua primeira lambedela. 😛
  • Não deixes de lado as carícias e os mimos ao teu cão com a chegada do bebé, que não sinta a sua chegada como algo negativo para ele. Não irá entender porque não há tempo para carícias!
  • Recompensa com doces e carícias o teu animal de estimação quando ele obedecer a alguma das tuas ordens. É muito importante premiar o nosso patudo quando faz as coisas bem. Deste modo, irá entender que seguir as regras é algo positivo e tem prémio.

Lembra-te: se não sabes como começar a convivência, o teu cão não se adapta ou apresenta problemas de carácter, consulta um profissional! Ele ajudará a que todos os membros da manada vivam em harmonia! Não duvides que, quando o bebé crescer, ele e o teu patudo ficarão inseparáveis.

 

Que a chegada do teu bebé não seja um motivo de abandono do teu animal de estimação, juntos serão muito mais felizes.

 

Sugerimos também

Deixa um comentário