M, Wiki

Para que serve maltitol? Benefícios e propriedades | NutriTienda

sexta, 1 de janeiro de 2010

O maltitol é um dissacarídeo que se produz a partir da hidrogenação da maltose e tem a fórmula química C12H24O1. Trata-se de um edulcorante poliol e tem cerca de 90% do poder edulcorante da sacarose. A sua forma cristalina é muito solúvel em água e ligeiramente solúvel em etanol, utiliza-se como aditivo alimentar e está representado com o número E-965(i) com a função de edulcorante, humectante, estabilizador e agente de volume. Também pode-se encontrar em forma de xarope de maltitol, E-965(ii).

Metabolismo do maltitol.

Quando consumimos maltitol, este se hidrolisa em glicose e sorbitol. Ambos se absorvem por difusão passiva em quantidades de 50 a 75%, a parte que não se absorve no intestino delgado se fermenta no cólon pela microflora bacteriana, produzindo ácidos gordos de cadeia curta.

O seu valor calórico é de 3 Kcal/grama, superior ao de outros poliálcoois, mas inferior ao da sacarose. O maltitol tem um índice glicémico de 35,27, este valor é muito mais baixo do que o da sacarose (65,43). Todos os poliois, incluído o maltitol pertencem ao grupo de produtos com um índice glicémico baixo, e esta característica o faz adequado para pessoas diabéticas.

Benefícios da sua contribuição

O maltitol é um bom substituto da sacarose, por um lado por apresentar um teor calórico ligeiramente inferior e por outro devido ao seu índice glicémico muito inferior ao da sacarose, sendo também uma alternativa mais saudável ao açúcar e apto para pessoas diabéticas.

Além disso, o maltitol é pouco metabolizado pelas bactérias da boca, apresentando pouco poder cariogénico.

Aplicações

É utilizado para a elaboração de uma ampla variedade de produtos com teor reduzido em açúcar, como por exemplo, rebuçados, pastilhas elásticas ou gelados. O seu uso também aumentou em iogurtes bebíveis e em leites com sabor, para reduzir o seu teor calórico, como edulcorante e estabilizador hidrocolóide.

O sue ponto de fusão é muito similar ao da sacarose podendo ser utilizado para a produção de chocolates sem modificar a sua textura.

Tanto o maltitol como o xarope de maltitol têm a vantagem de não sofrerem escurecimento quando são submetidos a tratamentos térmicos, sendo assim, a sua aparência não muda durante estes processamentos.

Precauções

Não foi estabelecida uma ingestão diária máxima aceitável, podendo ser utilizado na quantidade necessária seguindo umas boas práticas de elaboração (“Quantums satis”).

O maltitol e outros poliois podem manifestar algum efeito secundário se forem consumidos em doses elevadas, chegando a provocar um efeito laxativo.

Sugerimos também