O que sempre quiseste saber sobre a proteína em pó e nunca te contaram

sexta, 16 de junho de 2017

De certeza que no teu ginásio já ouviste falar sobre os famosos batidos de proteínas e te perguntaste se tudo o que se tem dito sobre eles é verdade ou mentira.

A proteína em pó é, nada mais nem nada menos que, um suplemento nutricional com alto teor de proteínas, no entanto, atualmente existem ainda certos mitos e tabus acerca destes suplementos desportivos. Por isso, hoje no A Tua Melhor Versão queremos esclarecer certas crenças erradas sobre o suplemento por excelência de qualquer desportista: a proteína em pó.

SÓ OS CONCENTRADOS E ISOLADOS DE WHEY SERVEM PARA GANHAR MÚSCULO

Muitas pessoas pensam que as únicas proteínas que ajudam a ganhar músculo são as de absorção rápida, de aí que na maioria dos casos a proteína isolada e a concentrada de whey sejam as opções mais escolhidas para tomar depois do treino.

No entanto, a verdade é que tanto as proteínas de absorção rápida (hidrolisada, isolada e concentrada) como as de absorção lenta (caseína) são necessárias para a reparação e crescimento muscular.

Proteína en polvo

A diferença principal reside em que as proteínas de absorção rápida aumentam significativamente os níveis de aminoácidos no sangue e, portanto, os níveis de síntese de proteínas. Por outro lado, as proteínas de absorção lenta proporcionam aminoácidos aos músculos de forma sustentada, reduzindo assim as probabilidades de um possível catabolismo, suscetível durante os longos períodos sem ingestão de alimentos como por exemplo durante o sono noturno.

OS BATIDOS DE PROTEÍNA FAZEM FICAR “MUSCULOSO”

Os batidos de proteínas por si só não fomentam o crescimento muscular! Apesar de este ser o seu objetivo principal, a proteína em pó não te proporcionará um corpo esculpido como o de um modelo de fitness. Mas porquê? A resposta é simples: é apenas um suplemento alimentar que ajuda a ganhar massa muscular, mas de nada serve se não for combinado com uma boa alimentação e um plano de treino personalizado.

Proteína en polvo

SÓ SE ASSIMILAM 30 GRAMAS DE PROTEÍNA EM CADA TOMA

Provavelmente tenhas ouvido ou lido que o corpo humano só é capaz de assimilar 30 gramas de proteína numa refeição, de aí que se tem recomendado esta quantidade por dose nos suplementos de proteína em pó.

Cabe destacar que esta afirmação não é certa, já que o nosso organismo é capaz de absorver muito mais que apenas 30 gramas de proteína por toma, considerando que isso dependerá de fatores como o valor biológico da proteína. Por exemplo, no caso da carne, pode-se assimilar até 97% da proteína contida numa dose de 100 gramas.

Proteína en polvo

Então, porque é que quase todos os batidos de proteínas proporcionam aproximadamente de 20 a 30 gramas por dose? Não é que os fabricantes queiram poupar dinheiro, senão porque os estudos realizados demonstram que com aproximadamente 25 gramas de proteína de qualidade, como a de whey ou a do ovo, é suficiente para estimular a reparação e o ganho de massa muscular.

Neste sentido repartir o consumo de proteína em doses de 20 a 30 gramas por refeição é uma das melhores formas de equilibrar o consumo deste macronutriente e obter os resultados esperados no que se refere ao ganho de massa muscular.

OS BATIDOS DE PROTEÍNAS FAZEM MAL À SAÚDE

Este é um dos mitos mais espalhados por aí, mas será mesmo verdade que os batidos de proteínas fazem mal ao fígado ou aos rins?

Para responder esta pergunta vamos dar um exemplo: um batido de proteína contém aproximadamente de 25 a 30 gramas de proteínas, o mesmo que se comemos 150 gramas de peito de frango ou 100 gramas de atum ao natural, uma quantidade nada excessiva para o fígado nem para os rins.

Há que ter em conta que estes tipos de produtos são simplesmente suplementos alimentares e, portanto, devemos consumi-los como tal. Por outro lado, o que sim pode chegar a ser prejudicial é o excesso destes, como acontece com o excesso de qualquer tipo de alimento.

Proteína en polvo

A nossa recomendação é que, antes de comprar estes tipos de suplementos, consultes com um especialista na matéria, a fim de teres um assessoramento adequado sobre a proteína ideal consoante os teus objetivos, alimentação, treino ou estilo de vida.

AS PESSOAS COM INTOLERÂNCIA À LACTOSE NÃO PODEM CONSUMIR PROTEÍNAS DE WHEY

Talvez a uma década atrás, as pessoas com intolerância à lactose não podiam consumir este tipo de suplementos, no entanto, atualmente existem no mercado uma grande variedade de proteínas em pó sem lactose.

Se és intolerante à lactose e queres consumir uma proteína de whey, sugerimos que optes pelos isolados de whey com certificação “livre de lactose”. Desta forma, poderás obter os benefícios da proteína de whey sem teres de te preocupares com a tua saúde.

Além disso, para as pessoas que não podem consumir ou queiram evitar o consumo de lactose, também há outros tipos de proteínas em pó provenientes de outras fontes como por exemplo as proteínas do ovo, de soja ou de outras fontes vegetais.

Proteína en polvo

Esperamos ter esclarecido alguns dos mitos sobre a proteína em pó com este artigo. Contudo, se te surgirem mais dúvidas a respeito faz-nos chegar as tuas dúvidas preenchendo este formulário de contacto, estaremos ao teu inteiro dispor. 😉 

firma-ALBERT-pt

Sugerimos também

Deixa um comentário