A melhor hora do dia para realizares as tuas refeições

sexta, 3 de maio de 2019

Sabias que os horários das refeições podem ser tão importantes como os alimentos que ingerimos? Não te preocupes tanto com o que comes e dá mais importância quando o comes⏱. Muito poucas pessoas sabem a verdadeira importância dos horários que devemos seguir nas refeições. Calma, vamos deixar-te as coisas fáceis. 

Para que faças um pequena ideia se te aproximas do horário ideal: O pequeno-almoço devería ser entre as 7:00 e as 7:30, o almoço entre as 12:00 e as 12:30 e o jantar entre as 18:00 e as 18:30.

Isto diz-te alguma coisa? É o horáio que se aproxima a nós, não é?

Está demonstrado que, de um modo geral, desde o lanche até à hora de dormir ingerimos mais de 50% das calorias do dia. Ora se petiscamos em frente da televisão 🍿, ou se tivemos um belo jantar…🍕🍔 Isto não pode ser! Segundo os especialistas, o problema não é que ao comer mais tarde estejamos a ingerir mais calorias, mas sim, que consumimos, em apenas 5 horas, o que não consumimos durante o resto do dia.

Dizem que o pequeno-almoço é a refeição mais 📌 importante 📝do dia, mas isto não quer dizer que devas empanturrar-te: é tão importante como o resto das refeições e deve ser equilibrado, saudável e adaptado às tuas necessidades.

Suprimi-lo tão pouco é a solução. Pular o pequeno-almoço pode fazer com que sintas mais fome e aumentem as probabilidades de passares-te nas refeições que venham depois. Ao restringi-lo, a vontade de petiscar aumenta à medida que o dia passa, e na hora do jantar, a ansiedade pode vencer-te🤦‍. Embora cada pessoa, as suas necessidades e objetivos, sejam um mundo, o equilíbrio é a chave.

 

Mas como somos conscientes de que, em Portugal, temos ritmos diferentes, deixamos-te o horário para a nossa NutriDieta modificada. E não vem só: trazemos-te também as melhores combinações de refeições para poderes ter uma dieta perfeita sem passar fome e sem ficares com ansiedade no jantar. Começa com toda a força a operação verão!

O horário ideal para as tuas refeições 

 

7:00 / 7:30. O pequeno-almoço é imprescindível, esta é um das poucas ideias que compartilham todos os nutricionistas. É importante priorizar as gorduras saudáveis juntamente com os hidratos de carbono de absorção lenta como o pão e os cereais, já que de manhã os níveis de colesterol não aumentam.

A nossa sugestão: Panqueca de farinha de Aveia Integral com Iogurte Natural e Fruta Fresca e um Copo de Bebida Vegetal

 

11:00. A meio da manhã os nossos níveis de glicose descendem e a nossa sensação de fome aumenta. O melhor para estas horas são as frutas e as proteínas para elevar a insulina no corpo. Não caias na tentação do chocolate quente da máquina do escritório!

A nossa sugestão: Tortitas de Milho e Fiambre de Peru em fatias acompanhado de um Chá.

 

13:00 / 14:00 . A hora do almoço… Enche a barriga, mas não a rebentes! É recomendável deixar passar 5 horas entre o pequeno-almço e o almoço, e comer hidratos de carbono juntamente com alimentos ricos em proteínas.

A nossa sugestão: Quinoa Três Delicias, Dois Filetes de Frango Grelhados e de sobremesa Cerejas.

 

16:30 / 17:00 . Alguns especialistas recomendam lanchar no caso de ter fome (o ideal é fazer 4 a 5 refeições por dia). Mas lembra-te do que dizem: lanche e sesta, que bem que assenta! Deve incluir algum lácteo juntamente com alimentos ricos em proteínas ou em gorduras saudáveis.

A nossa sugestão: 5 nozes misturadas com Queijo Fresco Batido e Creme de Amendoim sem Açúcar.

 

20:00 / 21:00. Chega o jantar, a refeição que traz mais quebra-cabeças. Quanto ao horário, o recomendado é que se realize entre duas a três horas antes de irmos dormir.

E quando falamos de alimento, encontramos um problema: temos tendência em comer pizza, hambúrgueres, chocolate e sobremesas deliciosas. Isto porque a nossa mente nos parabeniza por termos comido bem o resto do dia e decidimos recompensá-la com um capricho de “boa noite” alto em colesterol. O ideal é fazer uma refeição mais leve, já que o nosso sistema digestivo trabalha mais lento. Daí a tendência de não incluir hidratos de carbono.

A nossa sugestão: Refogado de Verduras com Cubinhos de Presunto e Pescada Grelhada, de sobremesa Iogurte ou uma peça de Fruta.

 

Por último, lembra-te do ditado: comer sem apetite faz mal e é delito. Evita pestiscar entre horas!

E se o fizeres, escolhe alimentos saudáveis como frutas e frutos secos! Além disso, se não impusermos dietas restritivas em excesso, não cairemos nos círculos viciosos da ansiedade e da compulsão alimentar. Faz todas as tuas refeições com a cabeça: o equilíbrio é a chave!

Sugerimos também

Deixa um comentário