A importância dos antiparasitários nos animais de estimação

Com a chegada das altas temperaturas, começa o período de maior aparecimento de parasitas nos nossos animais de estimação, pois durante esta época apresentam-se as condições ideais para o seu desenvolvimento e multiplicação.

Por isso, é muito importante conhecer que tipos de antiparasitarios existem no mercado além de como usá-los, a sua duração e que tipos de parasitas externos há. Estes pequenos animais podem chegar a transmitir aos nossos cães e gatos algumas doenças particularmente graves, como a leishmaniose, babesiose ou dirofilariose, entre muchas otras.

A primeira medida a tomar é manter um rotina de higiene adequada, algo que pode parecer básico, mas que é essencial e pode evitar muito problemas.

No nosso blog de hoje contamos-te tudo o que precisas saber para que, quando seja o momento indicado, o teu animal de estimação esteja completamente protegido 😎 .

TIPOS DE ANTIPARASITÁRIOS

Hoje em dia existem no mercado numerosos antiparasitários para poder proteger ao máximo os nossos animais de estimação, se não sabes quais são, a seguir falamos deles:

 ➡ 1. Pipetas: as pipetas antiparasitárias para cães são um produto destinado a repelir parasitas externos como mosquitos, pulgas ou carraças, garantindo a máxima proteção do teu animal de estimação com apenas uma aplicação mensal. Aqui tens como aplicá-las corretamente:

Em primeiro lugar começa por despejar o conteúdo da pipeta na zona de união entre a cabeça e as costas.

O produto deve penetrar perfeitamente até ficar em contacto com a pele, por isso é recomendável que levantes o pelo do teu animal.

Repete esta mesma ação, mas agora na base do rabo.

Lembra-te que apenas podes levar a cabo este processo se o teu cão não está infestado.

No caso de que tenhas detectado a presença de pulgas ou carraças no teu animal de estimação, deverás utilizar previamente um tratamento adequado para a sua extinção.

Para teres a certeza de que a pipeta faz o seu efeito a 100%, deves seguir os seguintes conselhos:

  • Quando aplicares a pipeta ao teu animal, ele tem que ter o pelo seco para que o produto penetre sem dificuldade na pele.
  • Tem sempre em conta o prazo de validade da pipeta e renova a sua aplicação segundo a indicação do fabricante.
  • Não dês banho ao cão até pelo menos 48h após a aplicação da pipeta para que o produto seja bem fixado.

Existem diferentes tipos de pipetas antiparasitárias para o teu animal de estimação. O aspeto primordial que deverás ter em conta para escolheres a mais adequada, é o peso do teu cão. Desta forma, podemos distinguir entre pipetas destinadas a ser utilizadas em cães pequenos, médios e grandes.

Toma bem atenção neste aspeto antes de comprar a tua pipeta antiparasitária!

 ➡ 2. Comprimidos: em vez de se aplicar de maneira tópica, como se faz com as pipetas, coleiras ou sprays, os comprimidos antiparasitários para cães atuam desde o interior do animal impedindo que os ovos das pulgas eclodam e piore a infestação. Os comprimidos antiparasitários para cães são completamente seguros para o animal, embora, com certeza, o mais recomendado seja que consultes o veterinário antes de usar este tipo de antiparasitários, visto que é possível que algum excipiente possa causar alergia ou que não seja o método mais recomendado para as circunstâncias do animal.

O seu efeito é bastante imediato e dura entre um mês e três meses dependendo do princípio ativo. Tal como as pipetas, são comercializados de acordo com a faixa de peso e as espécies.

 ➡ 3. Coleiras: as coleiras antiparasitárias são uma escolha muito comum visto que são fáceis de usar e a sua eficácia é prolongada no tempo, devido ao fato dos seus princípios ativos serem libertados pouco a pouco. A sua aplicação é muito simples:

Antes de colocares a coleira ao teu animal de estimação, recomendamos que limpes com um pano húmido o pó dela antes de a colocar. A seguir apenas tens que colocar a coleira ajustando-a ao pescoço do teu animal de estimação deixando dois dedos entre o pescoço e a coleira (de forma que o animal possa mover-se com total liberdade mas que não a possa tirar). Uma vez que a tenhas posto, podes cortar o que sobre deixando 5 cm depois da fivela.

A coleira começa a fazer efeito após uma semana. Para obter um bom resultado, não a tires em nenhum momento durante os meses em que se mantenha o seu efeito e presta atenção caso o teu animal de estimação sofra alguma reacção alérgica (nesse caso, terás que tirá-la imediatamente e falar com o teu veterinário para que te recomende a opção adequada para o teu animal).

O efeito repelente costuma oscilar entre os 6 meses no caso das carraças e 4 meses no caso das pulgas. No caso daquelas coleiras com proteção contra os flebotomíneos, mosquitos transmissores da leishmaniose, o efeito repelente pode variar entre os 6 e os 12 meses. 

Consulta com o veterinário, para confirmar a partir de que idade podes administrar a coleira antiparasitária ao teu cão. Por último, toma atenção no tamanho da coleira em função do tamanho do cão.

 ➡ 4. Sprays: os sprays são a opção perfeita quando o teu animal de estimação está infestado por algum parasita externo ou até mesmo se o vais levar por zonas de alto risco, podes aplicar como prevenção para algum dia em concreto. A sua ação é muito eficaz, visto que as pulgas e as carraças morrem nas primeiras 48 horas e, uma vez mortas, desprendem-se da pele do nosso cão.

A sua aplicação é um pouco mais complicada do que a das pipetas porque os sprays devem ser pulverizados contra o cabelo, tentando chegar a todas as áreas. No verão, quando os insetos estão mais ativos, é recomendável aplicá-lo a cada duas ou três semanas. É a opção mais segura para cachorros uma vez que a maior parte dos sprays estão indicados para utilização a partir dos primeiros dias de vida do animal.

PARASITAS EXTERNOS

Agora que já conheces os diferentes tipos de antiparasitários mais comuns, vamos falar dos tipos de parasitas externos que existem e das possíveis doenças que transmitem, muita atenção:

 💡 PULGAS: é o parasita externo mais conhecido. Além de provocar prurido, transmitem também outras doenças. Há muitos animais alérgicos a picada deste inseto.

 💡 CARRAÇAS: podem transmitir doenças infecciosas que podem acabar por ser graves. Estes parasitas agarram-se à pele do nosso animal para se alimentarem do sangue, pelo que devemos ter muito cuidado e agir rapidamente no caso do nosso animal ter muitos, uma vez que lhe podem causar anemia.

 💡 ÁCAROS: existem vários tipos de ácaros. A maior parte provocam sarna com muita comichão e pele seca com um odor intenso. Alguns vivem nos ouvidos e transmitem otites.

 💡 MOSCAS: as moscas são uma praga no verão, principalmente para os animais que vivem perto de fazendas. Podem pôr os ovos nas feridas da pele e picam nas orelhas dos cães.

 💡 MOSQUITOS: os mosquitos são alguns dos parasitas mais perigosos, visto que são transmissores de doenças como a leishmaniose e a filariose.

CONSELHOS PARA PREVENIR OS PARASITAS EXTERNOS

Aqui tens algumas simples dicas para que embora protejas o teu animal de estimação com  algum antiparasitário, possas preveni-los:

  • Mantém o ambiente limpo.

Particularmente os lugares onde o teu animal passa mais tempo. Lava regularmente com água quente a cama, toalhas, brinquedos, pratos de água, abrigos…. isto ajudará a destruir os parasitas como as pulgas e os ovos.

  • Escove diariamente o teu animal.

Uma boa forma de prevenir e controlar o aparecimento de parasitas é controlar o pelo do cão. Se o escovas várias vezes por semana, irás detetar rapidamente se sofre da presença de algum parasita e ajudar-lhe-ás a livrar-se deles.

  • Evita sair a passear por zonas rurais e áreas florestais.

Estas zonas são o paraíso das pulgas e carraças. Quando fores passear tenta manter-te por caminhos e assegura-te que o teu cão está contigo.

  • Faz uma breve revisão ao teu animal quando voltares da rua.

Lembra-te de verificar entre os dedos, as dobras que se formam na pele, por detrás das orelhas, nas axilas, no rabo, cabeça e ventre, que são os lugares mais habituais onde as carraças se escondem. Revisa bem as orelhas e limpa a sua parte externa e interna com muito cuidado. Podes utilizar uma gaze limpa para o interior e uma gaze com água para o exterior.

Dá banho ao teu animal.

É recomendável dar banho de forma periódica, sempre dependendo da raça e do tipo de pelo do cão.

  • Apanha sempre as fezes do teu cão.

É muito importante apanhar todas as matérias fecais do teu animal de estimação, tanto de zonas públicas como de dentro da tua casa ou jardim, com estes simples hábitos evitaremos o risco de contágio de parasitas.

  • Consulta o veterinário

Consulta o veterinário para que faça um bom check-up ao teu cão, especialmente recomendado durante a época alta de pulgas e carraças (Março a Outubro). Ele ajudar-te-á a decidir que produto pode ser eficaz para a prevenção e controlo de parasitas, bem como seguro para o teu cão.

Esperamos que toda esta informação te sirva de ajuda, como pudeste observar, há muitas opções quando se trata de prevenir o nosso cão ou gato de parasitas externos. Decide sempre, com a ajuda do veterinário, qual é a mais adequada para o teu animal, que dose necessita ou como aplicá-la.

E lembra-te: da correta utilização vai depender a sua eficácia.

Categorías: Mascotas
897 Visitas 0 Comentarios Me gusta
Si te ha gustado, ¡compártelo!

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Informações básicas sobre proteção de dados Responsável: Nutritienda Healthcare & Beauty, S.L. Objetivo: os principais objetivos do processamento de seus dados pessoais são: - Envio de comunicações comerciais e promocionais. - Gestão da relação contratual com você (venda de produtos comercializados pela NutriTienda). - Desenvolvimento de perfis de usuários. Legitimação: tratamos os seus dados pessoais com base em: - Seu consentimento (para o envio de comunicações comerciais). - A execução do contrato assinado com você na venda de produtos comercializados pela NutriTienda. - Interesse legítimo da Nutritienda Healthcare & Beauty, S.L. ou de terceiros. Destinatários: os dados pessoais serão comunicados ao nosso sistema e podem ser compartilhados com terceiros para processamento. Direitos: você tem o direito de acessar, retificar e excluir os dados, bem como outros direitos, conforme explicamos nas informações adicionais. Informações Adicionais: você pode consultar as informações adicionais e detalhadas sobre Proteção de Dados em nossos. Política de privacidade. Se você tiver alguma dúvida sobre a forma como tratamos e usamos seus dados pessoais ou se deseja exercer seus direitos, entre em contato conosco pelo e-mail ayuda@nutritienda.com.

Scroll to Top