L, Wiki

Para que serve Proline? Benefícios e propriedades | NutriTienda

sexta, 1 de janeiro de 2010

A prolina é um dos aminoácidos que formam parte das proteínas. A prolina se forma diretamente a partir do ácido glutâmico e por tanto, não é um aminoácido essencial. A sua estrutura química caracteriza-se pela sua cadeia lateral cíclica, e está composta por 3 unidades de metileno unidos ao carbono alfa e ao grupo amino.

Está envolvida na produção de colágeno e por esta razão é fundamental para a reparação, cura e manutenção de diferentes tecidos como por exemplo o muscular, o conjuntivo e os ossos. Além disso, forma parte de ligamentos e tendões.

A prolina forma parte de umas sequências de reconhecimento presentes nas proteínas denominadas graduais PEST, estas sequências de aminoácidos servem como lugar de reconhecimento das enzimas para realizar a degradação das proteínas. Estas sequências PEST também são ricas em treonina, ácido glutâmico e serina.

A prolina junto com a glutamina formam a maior parte  da molécula do glúten. O glúten é o responsável da resposta inflamatória do intestino que sofrem os celíacos. A presença destes aminoácidos aumenta a resistência do glúten à degradação das enzimas digestivas. Na atualidade investiga-se um tratamento para melhorar a degradação do glúten mediante a utilização de um conjunto de enzimas proteolíticas.

A prolina tem efeito sinérgico com: vitamina B3, vitamina C, lisina, serina, treonina, ornitina, glutamina.

  • A prolina encontra-se em alimentos de origem animal tais como: carnes, peixe, laticínios e ovos. Também está presente em alimentos de origem vegetal como legumes, sementes, cereais integrais, frutas, frutos secos e vegetais ricos em vitamina C.

A prolina em presença de ácido ascórbico (vitamina C) pode sofrer uma hidroxilação dando lugar à hidroxiprolina. A hidroxiprolina é mais polar e intervém na estabilização das proteínas graças à formação de ligações de hidrogénio. Tanto a prolina (em forma de poliprolina) como a hidroxiprolina formam parte do colágeno. Por esta razão, a falta de vitamina C (escorbuto) produz defeitos na função do tecido conjuntivo.

Benefícios da sua contribuição

A prolina utiliza-se como ajuda para o tratamento dos problemas articulares devido à sua implicação na síntese de colágeno. Algumas destas situações são artrite, entorses, lesões em ligamentos, lumbago, luxações, tendinite e tortícolo.

Também graças à sua implicação na síntese de colágeno, tem sido utilizada para melhorar a textura da pele e reduzir os efeitos do envelhecimento, ajudar a cicatrização de feridas, úlceras e queimaduras ou como protetor cardiovascular inibindo a descomposição do colágeno arterial. Num artículo publicado por Linus Pauling, «Théorie unifiée des maladies cardiovasculaires», este célebre autor explica que a placa de ateroma não é a causa principal de doenças cardiovasculares, senão que é um meio que o organismo põe em funcionamento para reforçar as paredes das artérias debilitadas pela falta de colágeno.

A prolina também confere flexibilidade à molécula de imunoglobulina e também se utiliza em combinação com a vitamina C e lisina nos tratamentos da impotência ou frigidez. A prolina também utiliza-se em casos de problemas do aparelho digestivo como parasitose ou infeções intestinais.

Dosagem

Ao ser um aminoácido não essencial não existem dados publicados sobre as suas necessidades diárias. A sua dose como complemento dietético costuma estar entorno aos 500 mg.

Precauções

O consumo de prolina considera-se, em geral seguro. No entanto, como as pessoas com afeções hepáticas ou renais não devem ingerir grandes quantidades de aminoácidos sem a supervisão de um profissional da saúde, devem ter em conta que a prolina pode aumentar a quantidade de aminoácidos que ingerem ao longo do dia.

De um modo geral, desaconselha-se as pessoas com transtornos do sistema nervoso e celíacos a consumir grandes quantidades de prolina. As pessoas que sofrem de hiperprolinemia, doenças metabólicas hereditárias que produzem um excesso de acumulação de prolina, também não devem consumir quantidades extras de prolina.

Sugerimos também