L, Wiki

Para que serve ornithine? Benefícios e propriedades | NutriTienda

sexta, 1 de janeiro de 2010

A ornitina, concretamente a L-ornitina, é um aminoácido não essencial pouco conhecido mas com funções muito importantes no corpo humano. A ornitina se sintetiza a partir do glutamato e é precursora da arginina mediante o ciclo da ureia. 

As suas funções no corpo estão muito relacionadas com a arginina, pois colaboram em muitas das suas funções fisiológicas. A ornitina favorece a desintoxicação do amoníaco presente no sangue, protegendo assim o fígado. Também intervém na síntese da creatina e favorece a síntese de óxido nítrico que relaxa os vasos sanguíneos e estimula o sistema imunológico.

A ornitina intervém no metabolismo das gorduras, favorece a produção de fatores anabólicos como a hormona do crescimento ou a insulina. Do mesmo modo, a ornitina intervém na síntese do colágeno, acelera a reparação do dano celular e a cicatrização.

  • As principais fontes alimentares de ornitina são: carne, peixe, ovos e produtos lácteos.
  • Em forma de complemento dietético, a ornitina parece ser mais eficaz quando é administrada em forma de ornitina α-cetoglutarato (OKG). Conseguindo maior produção de GH e melhor eliminação das substâncias tóxicas.

Benefícios da sua contribuição

A administração de ornitina estimula a síntese de hormonas anabólicas, favorece o desenvolvimento muscular e os ganhos de força. Além disso, intervém na desintoxicação do amoníaco que se produz durante o exercício, reduz a fatiga e favorece a recuperação.

Os complementos que contêm ornitina contribuem para manter a função do sistema imune, favorecem a cicatrização e a recuperação de feridas ou traumatismos. A ornitina é muito utilizada em pacientes com queimaduras para favorecer a sua recuperação. Ela também tem sido empregada em casos de encefalopatia hepática para reduzir a neurotoxicidade de outros aminoácidos que se acumulam em excesso.

Dosagem

A dose recomendada de ornitina é de 500 mg, uma ou duas vezes ao dia. Se for possível antes do treino e antes de dormir. Aconselha-se consumir de preferência fora das refeições e do consumo de aminoácidos.

Deve-se consumir como mínimo durante 5 dias para poder começar a notar os seus efeitos.

Precauções

Consumida nas doses adequadas, a ornitina se considera segura. No entanto, doses superiores a 10 gramas podem causar desconforto no estômago. Em alguns estudos independentes, observou-se casos de insónia.

Não há estudos suficientes sobre o seu consumo durante a gravidez e período de amamentação, sendo assim, desaconselha-se o seu consumo. A ornitina não deve ser consumida por pessoas com infeções de herpes, já que pode estimular a atividade do vírus. Os diabéticos devem controlar o seu consumo e se for necessário, consultar com o seu médico.

Sugerimos também