G, Wiki

Para que serve Garcinia Camboja? Benefícios e propriedades | NutriTienda

sexta, 1 de janeiro de 2010

A Garnicia cambogia é uma planta nativa do sul da Ásia que pertence à família das Clusiaceae. A Garcinia cambogia vem a ser utilizada nestes países durante séculos como condimento e aromatizante substituto do limão, também tem sido amplamente utilizada na medicina tradicional como suplemento para a perda de peso. 

A parte mais importante da planta é o seu fruto, já que é onde está a maior concentração de ácido hidroxicítrico (HCA), este ácido é um derivado do ácido cítrico e se considera o princípio ativo da Garcinia cambogia. Geralmente o ácido hidroxicítrico (HCA) e os seus sais de cálcio ou potássio aparecem em muitos suplementos, como “extrato de Garcinia cambogia”, bem de forma isolada ou em combinação com outros ingredientes.

A Garnicia cambogia poderia resultar benéfica durante os períodos de dieta e processos de perda de peso, já que à mesma é atribuída um papel importante para a regulação da síntese endógena de lípidos, conhecida como lipogénese.

Por outro lado, ao ácido hidroxicítrico, presente na Garcinia cambogia, também é atribuída a capacidade de aumentar a biodisponibilidade da serotonina no cérebro, o que leva a uma diminuição do apetite.

Benefícios da sua contribuição

À Garcinia cambogia são atribuídas muitas propriedades benéficas para a perda de peso e embora os seus efeitos tenham sido demonstrados em diferentes estudos, ainda são necessários estudos exaustivos. Segundo os estudos consultados, os mecanismos pelos quais a Garcinia cambogia favorece a perda de peso são os seguintes: 

Inibição da síntese de lípidos.

O ácido hidróxicítrico (HCA) extraído da Garnicia cambogia poderia reduzir a transformação dos hidratos de carbono em gorduras mediante a inibição da enzima ATP-citrato liase. Esta enzima é chave na síntese de ácidos gordos e catalisa a passagem de citrato à oxalacetato e acetyl-coA. O acetyl-coA é um precursor na formação de ácidos gordos, por tanto, ao inibir-se a enzima ATP-citrato liase, deveria diminuir a quantidade de lípidos que se sintetizam (lipogénese).

Supressão do apetite.

Também, postula-se que o consumo de HCA pode diminuir o processo de recaptação de serotonina no cérebro, aumentando a sua biodisponibilidade. A serotonina é um neurotransmissor que regula inúmeros processos no organismo, entre eles a conduta alimentar e o controlo do apetite. Ao estar presente em maior quantidade levaria a uma diminuição do apetite.

Além disso, como os hidratos de carbono não se convertem em gordura, promove-se o armazenamento de glicogénio. Os níveis altos de glicogénio são interpretados no cérebro como um sinal para deixar de comer, por tanto, deste modo se produziria também uma inibição do apetite. Existem também estudos acerca do HCA que postulam que poderia diminuir a quantidade de leptina em modelos animais e humanos.

Outros mecanismos.

Também foram postulado outros mecanismos de perda de peso, que incluem na inibição da enzima alfa amilase pancreática e da alfa glicosidase intestinal (estudos realizados in vitro), isto conduziria a uma redução do metabolismo dos carboidratos.

Porém, também existem estudos que sugerem um possível efeito protetor da Garnicia cambogia contra o stress oxidativo renal induzido por dietas ricas em gorduras e açúcares.

Dosagem

A dose utilizada varia entre 500 e 3 gramas repartidas em 2 a 3 tomas consumida normalmente antes das refeições.

Para a perda de peso consome-se normalmente 1.500 mg repartidas em três tomas ao dia.

Precauções

Observou-se em algumas pessoas com sobrepeso efeitos como dor de cabeça ou transtornos gastrointestinais.

Existem evidências suficientes para considerar que doses de até 2.800 mg – 3.000 mg são seguras. Confirmam estudos realizados em humanos durante 12 semanas.

O consumo de Garcinia cambogia pode reduzir os níveis de açúcar e as pessoas que consomem antidiabéticos devem ter precaução. Também não é aconselhável o consumo de Garcinia cambogia por indivíduos com Alzheimer nem mulheres grávidas ou a amamentar.

Sugerimos também