E, Wiki

Para que serve Estearato de magnésio? Benefícios e propriedades | NutriTienda

sexta, 1 de janeiro de 2010

O estearato de magnésio é o resultado da combinação do ácido esteárico com um ião de magnésio. Em termos de rotulagem recebe o nome de E-572.

O ácido esteárico contém 18 carbonos e a sua estrutura não contém ligação dupla, de modos que se considera uma gordura saturada. No entanto, é o único entre todos os ácidos gordos saturados que não aumenta os níveis de colesterol LDL, já que uma vez consumido o estearato de magnésio este é facilmente metabolizado em ácido oleico.

O estearato de magnésio se utiliza como aditivo especialmente na indústria farmacêutica nos suplementos alimentares. A sua função é atuar como lubrificante, hidrofugante, antiaglomerante e agente desmoldante.

O estearato de magnésio é muito utilizado como aditivo em comprimidos devido à sua capacidade aglutinante ou emulsionante, e é utilizado para conter os ingredientes ativos juntos. Tem propriedades naturais lubrificantes, muito importante para manter a qualidade das vitaminas elaboradas. O estearato de magnésio também evita que os ingredientes se peguem às máquinas de encapsulação, e isto é importante, já que caso contrário os princípios ativos poderiam aderir às máquinas e não entrar nas cápsulas nas doses desejadas.

Também pode-se utilizar para a fabricação de doces, mas normalmente não de forma isolada, senão em combinação com outros aditivos.

Existem duas qualidades de estearato de magnésio, a qualidade farmacêutica alimentar e cosmética que é a de maior qualidade e a de grau industrial, menos pura e que se utiliza em quantidades maiores que a de qualidade alimentar.

Aplicações

O estearato de magnésio é utilizado como uma fonte de magnésio. Os principais usos dados ao estearato de magnésio são como aditivo dissolvente e lubrificante para comprimidos e é utilizado na fabricação de medicamentos em pó, comprimidos e cápsulas. Também se utiliza como aglutinante, antiaglomerante em produtos de cosmética, espessante, emulsionante, desmoldante e para evitar a adesão dos ingredientes durante a fabricação de comprimidos sólidos.

Dosagem

Deve-se utilizar a menor quantidade possível de estearato de magnésio nas fórmulas dos produtos, geralmente corresponde ao 1% do produto. O uso de quantidades excessivas de estearato de magnésio, simplesmente é aplicado às máquinas de encapsulamento de velocidade. A tendência é a utilizar estearatos derivados principalmente do óleo de palma ou de outras fontes vegetais naturais, adequados para as dietas vegetarianas.

Precauções

A FDA o classifica como substância GRAS, geralmente considerados como seguros. Usado em pequenas quantidades, como aditivo para pílulas, é completamente seguro. Considera-se que não há riscos conhecidos ou razão técnica para não utilizar estearato de magnésio em pequenas quantidades durante a fabricação de suplementos dietéticos. Além disso, o uso adequado de estearato de magnésio ajuda a fazer um produto uniforme e de maior qualidade.

Sugerimos também