Como detectar a presença de pulgas no nosso animal de estimação

quarta, 9 de junho de 2021

Com a chegada do verão e as altas temperaturas, a presença de parasitas como as pulgas torna-se evidente. Por isso chega, também, o momento de ser precavidos.

detectar-pulgas

O que são as pulgas?

As pulgas são uns parasitas externos que se alimentam do sangue dos mamíferos, neste caso do sangue do nosso cão. Com isto, provocam um prurido leve, mas o risco não termina aí: as pulgas são fonte de infeções e podem chegar a provocar uma anemia grave no nosso cão.

No entanto, há formas de eliminá-las e, melhor ainda, de preveni-las. Não entrem em pânico!

Como detectar a presença de pulgas?

Para detectar se o nosso melhor amigo tem pulgas devemos prestar atenção aos seguintes sinais. Toma nota!

  • PRESENÇA DE FEZES:  pontinhos de cor castanho-avermelhado semelhantes ao café moído no pelo do nosso cão.
  • COÇAR PERSISTENTEMENTE:  o nosso cão coçasse ou sacode frequentemente as orelhas.
  • COR DA PELE: a pele do nosso animal de estimação tem uma cor rosada intensa e podemos encontrar lesões causadas pelo coçar.
  • PERDA DE PELO: zonas sem pelo sobretudo pela parte final do lombo e até mesmo no pelo do lombo ou nas patas.

Como prevenir as pulgas?

antiparasitarios-mascotas

Para que a infestação por pulgas não se produza, podemos proteger o nosso animal de estimação com algum anti-parasitário. No mercado existe uma ampla variedade de opções. Vamos repassá-las!

  • COLEIRAS: as coleiras anti-parasitárias são uma escolha muito normal, visto que são fáceis de usar e a sua eficácia é  prolongada ao longo do tempo, devido ao fato dos seus princípios ativos libertarem-se pouco a pouco.
  • PIPETAS: as pipetas anti-parasitárias  são um produto destinado a repelir parasitas externos como mosquitos, pulgas ou carraças, garantindo a máxima proteção do teu animal de estimação apenas com uma aplicação mensal. 
  • SPRAYS: os sprays são a opção perfeita quando o teu animal de estimação já está infestado por algum parasita externo ou até mesmo se o vais levar por zonas de alto risco (na verdade, podes aplicá-lo também como prevenção para algum dia em concreto). A sua ação é muito eficaz, visto que as pulgas e as carraças morrem nas primeiras 48 horas e, uma vez mortas desprendem-se da pele do nosso cão. 
  • COMPRIMIDOS: em vez de aplicar-se de forma tópica, como as pipetas, coleiras ou sprays, os comprimidos anti-parasitários para cães, atuam desde o interior do animal de estimação, impedindo que os ovos das pulgas ecludam e a infestação piore.

 💡 Se queres saber mais detalhadamente cada um deles podes ler o nosso artigo de blog:: A importância dos anti-parasitários nos animas de estimação 💡 

Visita ao veterinário

consulta-veterinaria

 ➡ É muito importante que acudas ao veterinário de confiança se suspeitas que o teu animal de estimação tem pulgas, para o avaliar e recomendar qual o anti-parasitário mais indicado para ele.

 

 

Sugerimos também

Deixa um comentário