Apanha a onda no gym! Treino para surfistas

terça, 20 de junho de 2017

Um sufista não é um desportista comum! A verdadeira paixão pelo mundo das sensações, a incerteza e o entorno totalmente variável e irrepetível do mar resultam tão atrativos, fazendo com que estes desportistas estejam em constante desafio em busca da onda perfeita.

Sem dúvida, os fatores que promovem o desafio de marcar novos objetivos neste desporto estão estreitamente relacionados com a ciência, a tecnologia da prancha e a preparação física do surfista. O surf é um desporto que requer certas habilidades, equilíbrio, dinâmica e coordenação. Para conhecer as exigências específicas do surf é muito importante ter conhecimento da implicação muscular e das necessidades energéticas que envolvem esta prática desportiva.

PONTO DE PARTIDA: A ANÁLISE

Adotar as posturas adequadas e efetivas no momento de executar as manobras, requer mecanismos de torção desde o abdómen e um grande desenvolvimento propriocetivo desde os pés até os ombros. A maior implicação muscular do corpo reside nas pernas, glúteos e na zona média, o que ajuda a manter-se em pé sobre a prancha.

Surfista

O movimento repetitivo de “remada” envolve bastante a musculatura tanto peitoral como dorsal, sempre em posição horizontal para o seu desenvolvimento específico. Cabe destacar também as contrações explosivas ao pôr-se em pé sobre a prancha no “take off” (momento em que se deixa de remar), a tensão isométrica do quadríceps no “tube riding” surfar dentro da cavidade de uma onda ou no “the barrel” (onda tubular) ou ainda a ação explosiva da cadeia muscular posterior no “cut back” (uma viragem para a parte quebrada da onda) e anterior no “bottom-tum” (a primeira viragem na base da onda).

O DESENHO DO TREINO

O treino que sugerimos tem o seu ponto de partida na análise que acabamos de fazer. Sugerimos um circuito de exercícios funcionais.

treino funcional baseia-se cientificamente na melhora das funções que atendem as necessidades do indivíduo durante a prática das referidas manobras. Um treino que faz ênfase na técnica e na força, onde se desenvolvem exercícios que trabalham a velocidade de execução, assim como os ângulos e padrões de movimentos mais específicos do desporto em questão.

No circuito, as estações apresentam-se com “alternâncias” dos grupos musculares envolvidos em cada exercício, a fim de atenuar a “fadiga local” e poder treinar a capacidade de resistência. Como poderás ver, não é um treino convencional, senão uma hora de trabalho onde tem lugar um mundo de sensações que te motivará a melhorar a tua condição física na sala de musculação. Preparado? Vamos a isso!

DESCARREGA O CIRCUITO COMPLETO AQUI

firma-ALBERT-pt

Sugerimos também

Deixa um comentário