C, Wiki

Para que serve o cloreto de potássio? Benefícios e propriedades | NutriTienda

sexta, 1 de janeiro de 2010

O cloreto de potássio (KCl) é um cristal incolor ou branco, composto por potássio e cloro.

É uma fonte de potássio e de cloro. O 48% do peso do cloreto de potássio corresponde ao cloro e o 52% ao potássio. O cloreto de potássio pode ser empregado como fonte de cloro ou potássio em situações de défice dos mesmos: diarreia aguda, dietas inadequadas, tratamentos com diuréticos, etc.

Também é um aditivo que serve para potenciador o sabor, como espessante e estabilizador denominado como E-508. É normalmente encontrado nos laticínios e em proteínas de whey em pó.

O cloreto de potássio é ocasionalmente empregado como substituto do cloreto de sódio. A ingestão excessiva de sal de mesa (cloreto de sódio) é um problema habitual na sociedade moderna e tem gerado numerosos problemas de saúde. Em ocasiões podemos encontrar preparações comerciais de sal “livre de sódio” que geralmente são produtos à base de cloreto de potássio, ou sais denominadas como “conteúdo baixo em sódio”, que consistem basicamente numa mistura de cloreto de sódio e cloreto de potássio.

Aplicações

O cloreto de potássio se utiliza como fonte de potássio e cloro, embora principalmente de potássio. O seu uso tem sido aplicado para a prevenção e tratamento da hipopotasemia. Os níveis de potássio podem reduzir após o consumo de fármacos, vómitos ou diarreia. No entanto, em casos clínicos deve ser um médico quem realize as indicações oportunas para cada caso.

Dosagem

A dose máxima de cloreto de potássio não está indicada no Codex Alimentarius e está sujeita às Boas Práticas de Fabricação, ou seja, se utilizará a quantidade mínima necessária para obter os seus benefícios.

A deficiência de potássio é pouco comum, e por esta razão, não existe uma dose diária recomendada para o potássio. Consideram-se doses adequadas quantidades entre 1600 e 2000 mg de potássio.

Recomenda-se manter uma relação entre potássio e sódio de cinco a um.

Precauções

Geralmente o consumo de cloreto se considera seguro em pessoas saudáveis e utilizando as doses normais (até 4-9 gramas diárias no conjunto da dieta). As doses utilizadas como aditivo são bem toleradas e não têm causado problemas intestinais. Em doses mais elevadas observou-se reações em pessoas com problemas de saúde, embora rara vez. Também em algumas ocasiões foram descritas úlceras no intestino delgado devido ao consumo de comprimidos de cloreto de potássio.

As pessoas com alterações no metabolismo do sódio ou do potássio, desidratação severa, assim como doenças renais devem evitar consumir produtos com minerais como o cloreto de potássio.

Desaconselha-se o uso simultâneo de cloreto de potássio com glicósidos digitálicos, o uso simultâneo com quinidina potencia os efeitos antiarrítmicos do cloreto de potássio.

Ao substituir o sal de mesa por cloreto de potássio, deve-se ter em conta que todos os ingredientes em excesso podem ser prejudiciais à saúde e o consumo de cloreto de potássio em excesso também pode ser prejudicial e produzir um excesso de potássio.

Outra informação

Se queres saber mais acerca do potássio e do cloro, convidamos-te a visitar ambas as fichas.

Sugerimos também