C, Wiki

Para que serve celulase? Benefícios e propriedades | NutriTienda

sexta, 1 de janeiro de 2010

A celulase é uma enzima hidrolítica que realiza a hidrólise da celulose em moléculas de glicose livre.

A celulose é um componente da parede celular vegetal muito resistente à hidrólise, e por tanto à digestão. A celulose está formada por um polímero de unidades de glicose unidas mediante ligações glicosídicas tipo β-1,4. As plantas contêm entre 35 e 50% de celulose. A celulase atua quebrando estas ligações β-1,4glicosídicos da celulose transformando-a em glicose livre.  

Para a hidrólise da celulose é necessária a ação sinérgica de um grupo de celulases. O sistema de celulase típico compõem-se de três tipos de enzimas: a endo- β- 1,4-glucanasa, exo- β- 1,4-glucanasa e a β-1,4-glucosidase. Estas enzimas são produzidas por bactérias e fungos, como por exemplo, Aspergillus, Cladosporium, Fusarium, Penicilium ou Neurospora. Embora também as podem produzir outros tipos de organismos como as termitas.

Os humanos não produzimos celulase e por esta razão, a celulose passa pelo sistema digestivo sem ser digerida nem absorvida. No entanto, no rúmen dos animais rumiantes vivem bactérias benéficas que produzem estas enzimas celulases e permitem que estes animais possam digerir a celulose das plantas para obter energia. 

Benefícios da sua contribuição

A celulase é uma hidrolase que pode degradar a celulose dos alimentos vegetais melhorando o valor nutricional dos alimentos e permitindo a digestão de parte da fibra presente nos alimentos. Ingerir enzimas de celulases ajuda a quebrar as paredes celulares das plantas, isto permite obter uma maior quantidade de energia, ao converter a celulose em unidades de glicose. A glicose é a principal fonte de energia para o corpo humano, por tanto a celulase ajuda-nos a obter maior energia das plantas. Além disso, a glicose que fornece a celulose liberta-se lentamente do corpo e permite-nos manter uns níveis ótimos de glicemia durante mais tempo.

O consumo de celulases também pode ajudar a diminuir a viscosidade intestinal acelerando a digestão de absorção de outros nutrientes que seriam desaceleradas devido ao efeito da fibra.

Por último, utilizou-se celulase no tratamento de matérias estranhas não digeridas localizadas no trato intestinal (benzoares), embora não existe consenso acerca da efetividade do tratamento com esta enzima.

Aplicações

Hoje em dia, estas enzimas têm muitas aplicações na indústria alimentar, como a extração e clarificação de sumos vegetais, extração de azeite ou melhora da qualidade dos produtos de panificação. Também tem importância na indústria da cerveja e vinho. Também utiliza-se em outros campos, como na alimentação animal, na lavandaria, textil e papel.

Dosagem

Não existe uma dose mínima nem máxima estabelecida para a celulase.

Sugerimos também