C, Wiki

Para que serve caroteno? Benefícios e propriedades | NutriTienda

sexta, 1 de janeiro de 2010

Os carotenos são componentes dos carotenóides. Habitualmente emprega-se o termo caroteno para definir ao composto químico β-caroteno, mas isso bem assim, já que além do β-caroteno existem outros compostos que também levam este nome porque são isómeros estruturais, isto é, compartem a mesma fórmula molecular, mas têm diferente estrutura, e por tanto variam em algumas das suas propriedades físicas e químicas.

Se desejas saber mais acerca das características e funções do Beta-caroteno, convidamos-te a visitar a sua página: Beta-caroteno.

Os carotenos dividem-se em dois grupos os provitamínicos formado por alfa caroteno, beta caroteno e gama caroteno e os não provitamínicos formados pelo licopeno, o fitoeno e o fitoflueno.

Alguns carotenos atuam como aditivos alimentares: são corantes alimentares e por tanto levam a letra E.

Os carotenos aditivos corantes naturais isolam-se de diversas plantas, embora comercialmente a grande maioria são extraídos das cenouras. A sua variação de coloração vai do amarelo ao laranja, dependendo do tipo de dissolvente utilizado para a sua extração.

Os carotenos são insolúveis em água e solúveis em gorduras ou líquidos apolares.

Os carotenos provitamínicos (alfa caroteno, beta caroteno e gama caroteno) têm a capacidade de transformar-se em vitamina A no organismo, com os efeitos positivos que esta vitamina fornece.

Aplicações

A única função reconhecida oficialmente dos carotenóides e por conseguinte dos carotenos é a sua função como provitamina A, já que o organismo humano tem a capacidade de convertê-los em retinol.

Os carotenóides com atividade biológica de pró-vitamina A, têm um efeito antioxidante, como imunomoduladores, inibidores da mutagenése e as transformações, inibidor de lesões premalignas e como protetor contra a fotosensibilização. Além de evitar os possíveis riscos de cataratas, degeneração macular, diferentes tipos de cancro e doenças cardiovasculares.

Os carotenóides são antioxidantes de grande alcance, sendo muito úteis contra a retinopatia diabética. Devemos ter em conta que conforme observou-se em estudos com ratos, a diabete diminui os níveis de luteína e de zeaxantina tanto no soro como na retina, de modos que é especialmente relevante manter um nível elevado dos mesmos para prevenir esta patologia.

Além da sua função principal como pró-vitamina A, os diferentes carotenóides são empregados como aditivos alimentares em forma de corantes.

Os alimentos mais destacados nos que podemos encontrar estes aditivos corantes são os embutidos, molhos como a maionese, o tomate frito ou o ketchup, produtos de confeitaria, cereais para o pequeno-almoço, produtos lácteos, refrigerantes, manteiga, margarina, conservas de peixe, o salmão, gelados e um amplo etc.

Também utiliza-se em produtos e cremes bronzeadores.

Dosagem

Não se determinou um valor máximo de ingestão diária aceitável para os carotenos, apenas estabeleceu-se um máximo de 5 mg/kg de peso corporal e dia para o E160a(i) (Carotenes, beta-, synthetic).

Precauções

Não foram observados efeitos colaterais nas concentrações utilizadas nos alimentos.

Apenas em casos de concentrações muito altas parece coloração amarelada da pele, porque o caroteno é uma fonte de vitamina A.

Sugerimos também