C, Wiki

Para que serve Carmine? Benefícios e propriedades | NutriTienda

sexta, 1 de janeiro de 2010

O Carmim é o termo geral que recebe o corante de cor vermelho vivo com um tom algo púrpura. Trata-se de um sal alumínico do ácido carmínico (C22H20O13) ou menos frequente, do ácido quermésico. O carmim é um corante muito solúvel em água e por isso é facilmente empregado em diferentes produtos, na indústria alimentar é designado com o número E-120. El E-120 (i) é o corante puro, enquanto que o E-120 (ii) é o extrato cru.

O carmim vem a ser utilizado há mais de 300 anos e obtém-se a partir de uns insetos chamados de Cochonilhas (Dactylopius coccus). O corante obtém-se das fêmea de certas cochonilhas. O ácido quermésico encontra-se no interior dos seus ovos, que ocupam um grande volume no corpo das fêmeas de cochonilha.

O carmim de cochonilha é um produto caro, razão pela qual é normalmente substituído por corantes sintéticos. Um substituto do carmim de origem animal é o vermelho cochonilha A, Ponceau 4R ou escarlata Victoria 4R, um corante conhecido com o número E-124. Trata-se de um derivado azoico do petróleo, mais barato do que o carmin natural e por isso com um uso muito extendido. Estes carmins sintéticos não têm a mesma qualidade que o carmin de cochonilha, mas consideram-se adequados para o seu uso na alimentação.

O carmin é normalmente utilizado em embutidos para dar cor vermelha à carne de porco e para corar as tripas. Utiliza-se em bebidas alcoólicas ou não alcoólicas, geleias, marmeladas, iogurte, etc. Geralmente qualquer produto que deva ter uma tonalidade vermelha. Outra indústria que emprega comummente este corante é a farmacêutica, na preparação de drageias e comprimidos, inclusive em pasta de dentes, enxaguantes bucais, etc. A indústria cosmética o aplica em batons, pós faciais, lápis de olhos…

Precauções

Não produz efeitos secundários nas concentrações utilizadas nos alimentos. Na indústria alimentar se estabelece uma quantidade máxima de 5 mg/kg de peso corporal. Registaram-se alguns casos de aumento da hiperatividade por consumo excessivo.

Sugerimos também