A, Wiki

Para que serve o açúcar? Benefícios e propriedades | NutriTienda

sexta, 1 de janeiro de 2010

O açúcar branco comum, também denominado sacarose, é um dissacárideo formado por glicose (alfa-glicopiranose) e frutose (beta-frutofuranose). É o edulcorante por excelência utilizado na alimentação humana.

A sacarose é produzida em algumas plantas através da fotosíntese, esta sacarose é extraída e processada até obter um pó fino cristalino, incolor e de sabor doce. O açúcar que se consome habitualmente produz-se a partir do suco da cana de açúcar ou da beterraba, depois eliminam-se a fibra e as proteínas, e posteriormente branquear-se e cristaliza-se até obter o produto comercial denominado açúcar branco.

O açúcar fornece energia rápida, pois se digere e absorve-se rapidamente libertando glicose e frutose, o índice glicémico do açúcar considera-se intermédio entre o da glicose (alto) e o da frutose (baixo). Um dos órgãos que mais consome glicose é o cérebro, arredor de 140 g diárias. O défice de glicose pode ocasionar hipoglicemia, redução do rendimento desportivo, e chegou até mesmo a ser relacionado com a esquizofrenia.

A FDA “Federal Food an Drug Administration” classifica o açúcar na sua lista GRAS (Generally Recoquized as Safe), isto é, na lista de “substâncias consideradas inócuas”. E mesmo assim, sempre se relacionou e ainda hoje se relaciona o açúcar com diferentes patologias como as doenças cardiovasculares, diabete ou obesidade. No entanto, não existem estudos que relacionem o consumo de açúcar com estas doenças, mesmo que recomende-se controlar o seu consumo uma vez que se sofrem estas doenças, embora isto não implique necessariamente deixar de consumi-lo completamente. O consumo de açúcar no contexto de uma dieta equilibrada, variada e sem excessos não apresenta riscos à saúde. O principal problema é que a população normalmente tem uns hábitos alimentares não adequados, com pouca atividade física e excesso de açúcares e gorduras saturadas.

Benefícios da sua contribuição

O consumo moderado de sacarose numa dieta variada e equilibrada contribui para manter os níveis de glicose no sangue que contribui para o funcionamento normal dos neurónios e do sistema nervoso. Alguns estudos encontraram relação entre o consumo de açúcar e a melhora da memória a curto prazo, especialmente em pessoas de idade avançada ou durante processos intelectuais como a aprendizagem.

O consumo de sacarose pode ser interessante para as pessoas que praticam desporto, já que fornece energia rápida para os músculos e o cérebro. A glicose é a fonte de energia principal em esforços breves e intensos, assim como a fonte de energia principal do cérebro, embora trate-se de atividades de resistência e condiciona o rendimento desportivo por esgotamento dos depósitos de glicogénio.

As pessoas desportistas têm maiores necessidades de carboidratos e o consumo de açúcar em determinados momentos fornece energia rapidamente disponível para realizar a atividade física, manter os níveis de glicose plasmáticos ou repor os depósitos de glicogéno durante a recuperação. A capacidade de resistência depende em grande medida da disponibilidade de carboidratos. A ingestão de açúcar durante um exercício de intensidade moderada à alta e prolongada pode melhorar significativamente o rendimento em desportos de resistência.

Quando não há glicose suficiente aumenta o catabolismo proteico para converter os aminoácidos em glicose. Por esta razão, o consumo de carboidratos durante o exercício físico, entre eles a sacarose, previne a degradação de proteínas musculares ao servirem de fonte de energia.

O consumo de bebidas desportivas que contêm açúcar pode melhorar a agilidade mental, a memória, a concentração e reduzir a sensação de cansaço. Se a bebida contém também minerais e água evita a desidratação e previne o esgotamento dos depósitos de glicogénio.

O consumo de carboidratos de alto índice glicémico como a sacarose depois do treino estimula a liberação de insulina, hormona anabólica que estimula a síntese proteica e a entrada dos nutrientes no interior das células musculares, favorecendo assim a recuperação.

Em resume, se levamos uma dieta variada, equilibrada e um estilo de vida ativo, o consumo moderado de açúcar provê energia, torna mais apetecível os alimentos e dá variedade à dieta.

Aplicações

O açúcar é o edulcorante natural mais utilizado para dar sabor doce aos alimentos. Também utiliza-se para reduzir a acidez ou para melhorar a sua conservação ao impedir o crescimento de muitos microrganismos, devido ao aumento da pressão osmótica.

Precauções

O açúcar deve ser consumido sem excessos e fazendo parte de uma dieta variada e equilibrada. As pessoas com Diabetes devem limitar ou controlar o seu consumo.

Sugerimos também