Hora de escolher: alimentação seca ou alimentação húmida para o teu cão?

quarta, 19 de fevereiro de 2020

Não te vamos contar um grande segredo se te dissermos que a saúde do teu cão vai depender em grande parte do tipo de comida que lhe dás. Passa com todos os seres vivos e o nosso companheiro peludo não vai ser uma exceção. E mais, uma alimentação equilibrada, rica em nutrientes e moderada em gorduras fará com que o teu animal de estimação viva mais e melhor. Tudo vantagens, não achas?

Graças à ampla variedade de opções, fazer com que o nosso cão siga uma alimentação correta não é nada complicado, mas como no resto de aspetos do cuidado animal, o conhecimento é a chave. Ao perguntares ao teu veterinário de confiança, irás descobrir qual o tipo de alimentação ideal para o teu animal de estimação em função de fatores determinantes como o sexo, idade, peso ou estilo de vida. Mais uma vez, um segredo aberto: nem todo os tipos de alimentação serve para todos os cães. Cada peludo é diferente, por isso “copiar” a técnica do vizinho pode não ser sinónimo de êxito no teu caso.

Mas, vamos por partes. A primeira dúvida que irás encontrar quando fores comprar a sua comida, será o tipo de produto a escolher: alimentação seca (mais conhecida como ração) ou alimentação húmida? Vejamos quais são as vantagens e desvantagens de cada uma!

 💡 Prós e contras da comida húmida

 ➡ A comida húmida pode ser uma excelente opção de alimentação para todos os tipos de cães. Os benefícios da comida húmida num animal de estimação são, principalmente, os seguintes:

  • A comida húmida proporciona ao teu cão uma hidratação extra. Este alimento é o mais ideal para os casos em que o teu cão não bebe água suficiente ou em momentos e situações nos quais o acesso à mesma esteja limitado. Algo muito benéfico para a saúde das vias urinárias do cão.
  • Graças a este “extra” de água, os nutrientes na alimentação húmida estão mais diluídos, o que fará com que o teu cão consuma mais quantidade de alimento para obter a mesma quantidade de calorias em comparação à alimentação seca. Isto ajudará a saciar antes o teu animal de estimação e assim controlar o seu peso (algo muito interessante em animais com tendência à obesidade). Atenção! Nem tudo vale: se não controlamos as quantidades nem a qualidade do alimento poderemos obter o efeito contrário fazendo com que o cão suba de peso.
  • Na maior parte dos casos, este tipo de alimentação dá ao teu cão uma série de nutrientes de qualidade necessários para o seu crescimento e desenvolvimento saudável que nem sempre encontramos nas rações mais comuns. Tem sempre em conta os componentes do alimento que comprares para te assegurares que lhe dás tudo o que necessita e sempre da melhor qualidade possível.
  • É a opção mais atrativa para o nosso companheiro peludo graças ao seu aroma e sabor altamente palatáveis. Isto ajuda a potenciar a ingestão em animais com problemas renais e pouco apetite.
  • Ideal para cães muito jovens, de idade avançada ou com problemas dentais pela sua textura mais tenra e suave. O teu cão mastigará mais facilmente!

 ➡ Mas nem tudo o que é ouro brilha. Com respeto aos aspetos negativos ou contras deste tipo de alimentação, isto é o que há que saber:

  • Se comprares comida húmida barata, provavelmente estarás a privar o teu cão de nutrientes essenciais para se manter saudável e em forma.
  • Os cães que comem principalmente comida húmida são frequentemente mais susceptíveis a problemas como a obesidade (como referimos anteriormente) e a ter tártaro.  Procura sempre o alimento da melhor qualidade e controla as quantidades.
  • Este alimento deve ser consumido imediatamente após ser colocado no prato do cão, pois quanto mais tempo passar, mais a qualidade irá diminuindo, o que pode comprometer seriamente a saúde do animal. Estraga-se mais rápido em comparação com outros tipos de comida!
  • A comida húmida tem mais condições para a sua manutenção correta e armazenamento. Quanto mais tempo se armazenar, maior a probabilidade da comida caducar, deteriorar ou formar bactérias nocivas para o teu cão. Fixa-te sempre na data de validade e mantém o alimento num lugar seco e fresco, nunca ao ar livre e sempre longe da luz solar. Não deves guardar as latas no frigorífico antes de abrir e, aquando isto, não as mantenhas mais de 5-7 dias. Emboras estas sejam as orientações gerais, lembra-te sempre de consultar e seguir as recomendações do fabricante.

 💡 Prós e contras da comida seca

As rações costumam apresentar uma composição mais equilibrada. Além disso, ajudam a manter os dentes do animal limpos e livres de tártaro. Existe uma grande variedade de rações secas para cobrir as necessidades de todos os tipos de cães. Na verdade, há específicas para raças grandes, pequenas, médias, para cães castrados, cães ativos ou, inclusive, algumas indicadas para os que realizam pouco exercício. Também, a relação qualidade/preço é muito melhor que as que vemos em outros alimentos.

 

 ➡ Mas estes não são os únicos benefícios da comida seca ou ração. Também, temos que mencionar os seguintes:

  • É mais fácil de armazenar e dura mais tempo. Já sabemos que a proporção de água na comida húmida é superior, concretamente, neste tipo de comida, supõe entre  60-84% do alimento enquanto que na alimentação seca, a proporção está entre 3% e 12%. Esta diferença influencia na duração do produto e faz com que a ração se conserve em perfeitas condições durante muito mais tempo.
  • Este tipo de alimentação é mais rentável que a húmida já que vem maior quantidade a menor custo para o teu bolso. Mas não é só a opção mais económica, também é a mais respeitosa com o meio ambiente (em geral) já que implica o uso de menos embalagens. No entanto, cada vez mais fabricantes são conscientes das opções disponíveis para melhorar o seu impacto meio ambiental. Informa-te!
  • Devido ao seu baixo conteúdo de calorias e carboidratos, este tipo de alimento é o mais adequado se necessitas controlar o peso do teu animal de estimação.
  • O formato do alimento seco tem um efeito mecânico nos dentes que ajuda a eliminar os restos de comida. Muito benéfico para manter a dentição do teu cão limpa prevenindo a formação de tártaro!
  • Não são necessárias grandes quantidades de ração para que o animal obtenha toda a energia que precisa. A comida seca incorpora carnes e outras partes animais desidratadas e sem gordura que são uma fonte de proteína concentrada muito rica em nutrientes.  Isto implica que uma pequena quantidade de ração forneça ao cão muita energia, enquanto que para manter esse nível energético com a comida húmida necessitaríamos o dobro ou o triplo do alimento (dependendo da composição).
  • A ração não deixa manchas, nem sequer quando cai do prato! Os restos que este tipo de alimentação deixa, podem ser  limpos facilmente e o seu odor é menos intenso.

 ➡ Quanto às desvantagens da comida seca para cães, isto é o que podemos dizer:

  • Se o teu cão não bebe muita água e a sua alimentação só se baseia em comida seca, pode desenvolver alguns problemas de saúde.
  • Deve-se ter em consideração a qualidade da ração ou da comida seca e os componentes para garantir uma adequada alimentação do animal de estimação já que é muito normal encontrar rações que não contêm os nutrientes necessários para o teu cão.

 💡 Nutri-Conselho

Como quando falamos da tua própria alimentação, te lembramos: a escolha de um tipo de alimentação pode não ser o mais correto ou completo. Salvo indicações veterinárias ou necessidades concretas, a combinação pode ser a resposta equilibrada.

Ambas opções oferecem diferentes vantagens que quererás dar ao teu companheiro peludo. Mas, como? Talvez a resposta mais rápida a chegar à tua cabeça tenha sido a de combinar as duas ao mesmo tempo e, embora seja uma possibilidade, misturá-las não é a melhor. Aposta por servi-las sempre em momentos diferentes! No entanto, o mais importante é ter em conta as proporções de energia e nutrientes de cada um e controlar que não excedam as necessidades do cão.

Contudo, se optas por um único tipo de alimentação para o teu cão, escolhe a opção que melhor se adapte às suas necessidades e estilo de vida e lembra-te de comprovar que o alimento escolhido inclui todos os nutrientes essenciais. Observa sempre a lista de ingredientes!

Recorda que nem todos os animais necessitam incluir o mesmo na sua dieta, mas por caraterísticas gerais, dizemos-te que o ideal na alimentação de um cão adulto é que contenha aproximadamente 70% de carne e 30% de legumes e não te esqueças das gorduras e óleos essenciais (de preferência peixe). Enquanto que, por outro lado, evita os produtos que contenham um excesso de cereais, potenciadores de sabor, conservantes e edulcorantes. Consulta o teu veterinário para encontrar o equilíbrio de nutrientes perfeito para o teu animal de estimação!

Sabemos a importância que tem em dar ao teu companheiro peludo uma alimentação correta. Por isso, no nosso Site encontrarás tudo o que necessitas para oferecer ao teu cão a alimentação que precisa :-D.

Se a nossa alimentação é importante, a do nosso animal de estimação também e esta dependerá sempre da nossa escolha, escolhe corretamente!

 

 

 

Sugerimos também

Deixa um comentário