A, Wiki

Para que serve alfa tocoferol? Benefícios e propriedades | NutriTienda

sexta, 1 de janeiro de 2010

O Alfa-tocoferol é um dos 8 tocoferóis naturais que exercem o mesmo efeito que a vitamina E. A estrutura do tocoferol tem uma parte complexa que é a quinina e uma cadeia terpénica (ácido gordo).

O Alfa-tocoferol é um composto lipossolúvel que se encontra nos alimentos ricos em ácidos gordos insaturados. O α-tocoferol absorve-se com as gorduras da dieta e é transportado em quilomicrones até o fígado. Uma vez no fígado, o alfa tocoferol passa a formar parte das lipoproteínas VLDL através das quais é transportado e armazenado no tecido adiposo. Qualquer alteração na função das lipoproteínas pode produzir um défice de alfa-tocoferol.

Embora os alimentos forneçam bastante alfa-tocoferol, pode ser complicado obter a quantidade suficientes de tocoferol, devido à que os alimentos refinados ou processados contêm menos teor deste composto.

Os alimentos ricos em vitamina E são em geral também ricos em gorduras e calorias, e em algumas ocasiões a suplementação deste antioxidante é necessária, sobretudo quando se restringe o consumo deste tipo de alimentos, principalmente em casos de dietas de emagrecimento.

Podemos encontrar o alfa-tocoferol em alimentos vegetais com alto teor de gorduras como as nozes e o azeite de oliva ou óleo de girassol.

Aplicações

O alfa-tocoferol atua como antioxidante natural e evita reações de oxidação sobre outras estruturas corporais ou nutrientes.

A suplementação com alfa-tocoferol pode reduzir o stress oxidativo induzido pelo exercício. Influi na resposta celular contra o stress oxidativo, previne a destruição de glóbulos vermelhos e parece melhorar a entrega de oxigénio aos músculo durante o exercício.

As fibras de tipo I (de contração lenta) têm maior concentração de alfa-tocoferol do que as fibras de tipo II.

Embora se necessita mais estudos para confirmar o seu papel sobre o rendimento e a tolerância ao treino, parece que a sua suplementação pode melhorar o rendimento físico em altitude, pelo contrário, não parece que haja efeitos ergogénicos a nível do mar.

Algumas evidências sugerem que pode diminuir o risco de enfermidades cardiovasculares e que pode proteger contra as cardiopatias devido à redução da oxidação do colesterol LDL (colesterol mau).

Dosagem

O valor diário recomendado de vitamina E para a população portuguesa é de 10 mg/dia. No entanto, as necessidades podem variar em relação ao sexo, a idade e a atividade física, sendo necessário maior teor a maior atividade física.

Precauções

Embora o máximo nível de tolerância de (UL) se estima arredor de 1 g/dia, não foram vistos efeitos adversos inclusive com uma ingestão superior à 3 g ao dia.

Sugerimos também