A, Wiki

Para que serve o ácido clorogênico? Benefícios e propriedades | NutriTienda

sexta, 1 de janeiro de 2010

O ácido clorogénico pertence à um grupo de compostos fenólicos denominados ácidos hidroxicinámicos que são fruto da união de um ácido químico e um derivado cinámico (ácido cafeico, ferúlico ou p-cumárico). Todos estes compostos resultantes têm um efeito antioxidante e anti-inflamatório, e são denominados ácidos clorogénicos. Correspondem respetivamente aos ácidos cafeolquínicos, feruloilquínicos e p-cumaroilquínicos:

  • Ácido cafeico → cafeolquínicos
  • Ferúlico → feruloilquínicos
  • p-cumárico → p-cumaroilquínicos

O ácido clorogénico como tal corresponde ao ácido 3-cafeolquínico e a sua fonte principal é o café verde.

Benefícios da sua contribuição

O ácido clorogénico melhora o metabolismo lipídico e promove a perda de peso através da redução da síntese da gordura visceral, colesterol e ácidos gordos. Além disso, regula a distribuição das gordura corporais e aumenta o uso dos ácidos gordos para obter energia.

O metabolismo da glicose também é regulado com o consumo de ácido clorogénico. O extrato de café verde regula a captação da glicose nos intestinos, reduzindo assim a sensação de ansiedade pelos alimentos açucarados e também, pode ajudar as pessoas com alterações no metabolismo da glicose como a diabete.

Os estudos realizados sobre o consumo de extrato de café verde, observaram também um efeito anti-hipertensivo devido à conversão do ácido clorogénico em ácido ferúlico, que regularia a produção de óxido nítrico e favoreceria a vasodilatação.

Além disso, relacionou-se também o consumo de ácido clorogénico com efeitos anti-inflamatórios,  antibacterianos, redução do risco cardiovascular, diabete tipo 2 ou Alzheimer.

Por último, o consumo de ácido clorogénico favorece a secreção biliar reduzindo o risco de cálculos biliares.

Dosagem

O consumo de ácido clorogénico nos consumidores habituais de café, estima-se em 0,5-1 g/dia e as dose empregadas nos diferentes estudos oscilam entre 30 e 60 mg/kg/ dia. No entanto, as doses ótimas ainda não foram estabelecidas.

Quando o objetivo é a redução da pressão arterial, aplicam-se doses de 140 mg/dia.

Precauções

De momento o ácido clorogénico não apresentou efeitos secundários nos estudos realizados.

O seu efeito sobre a pressão arterial apenas foi observado em indivíduos hipertensos, já em pessoas com níveis saudáveis de pressão arterial não observou-se redução alguma da mesma, de modos que não há razões para pensar que as pessoas normotensas ou hipotensas não possam consumir este ingrediente.

Sugerimos também