A, Wiki

Para que serve Acetil L-Carnitina? Benefícios e propriedades | NutriTienda

sexta, 1 de janeiro de 2010

A Acetil L-carnitina (ALC) é o éster mais conhecido da L-carnitina. Comparte as mesmas propriedades da L-carnitina mas tem algumas particularidades, por exemplo é capaz de oferecer maior proteção ao sistema nervoso em relação a outras formas de carnitina. Esta qualidade deve-se à que é capaz de atravessar a barreira que separa a corrente sanguínea do sistema nervoso central (barreira hematoencefálica).

A atividade da acetil L-carnitina está relacionada com a capacidade de melhorar o metabolismo das mitocôndrias e melhorar a neurotransmissão colinérgica (acetil colina). A acetil L-carnitina comparte com a L-carnitina a capacidade de transportar os ácidos gordos de cadeia longa ao interior das mitocôndrias, mas se diferencia dela em que uma vez no interior da mitocôndria, pode doar o seu grupo acetil que é utilizado no ciclo de Krebs para obter energia.

A Acetil L-carnitina aumenta a energia celular estimulando a captação de acetil CoA nas mitocôndrias durante a oxidação dos ácidos gordos. Esta qualidade melhora as funções cognitivas, a memória e a concentração. A maior energia celular junto com a atividade antioxidante e de manutenção das membranas da acetil L-carnitina, previne a morte dos neurónios.

Tal como com a suplementação de L-carnitina, a sensibilidade à insulina e a captação de glicose pode melhorar com a suplementação com Acetil L-carnitina, mas no caso da ALC melhora especialmente no sistema nervoso.

Outros aspetos relacionados com a acetil L-carnitina, é a regulação da expressão de genes, síntese de fosfolípidos e síntese de proteínas.

Benefícios da sua contribuição

A suplementação com acetil L-carnitina melhora o funcionamento das mitocôndrias e melhora a saúde do sistema nervoso. Por esta razão, a suplementação de acetil L-carnitina está sendo utilizada satisfatoriamente em afeções do sistema nervoso:

  • Doses de 1-2 gramas de Acetil L-carnitina reduzem as perdas cognitivas em pacientes de idade avançada e doses de 1-3 gramas resultam benéficas em pacientes com enfermidade de Alzheimer.
  • Também observou-se melhorias em idosos com sintomas de depressão, de certeza relacionadas com as melhorias cognitivas e o restabelecimento da função cerebral e nervosa.
  • A ALC também demonstrou ser efetiva em transtornos de défice de concentração ou hiperatividade.
  • Observou-se em alguns estudos que a suplementação com Acetil L-carnitina é capaz de regenerar o tecido periférico danificado a causa de enfermidades como a diabete ou medicamentos neurotóxicos como certos tratamentos antirretrovirais ou quimioterapia.

Existem outras situações em que a suplementação com acetil L-carnitina pode resultar ser benéfica. Por exemplo, a suplementação com acetil L-carnitina pode ser utilizada em pessoas com alterações metabólicas relacionadas com a resistência à insulina, como diabete tipo II, diabete gestacional ou síndrome metabólica.

A acetil L-carnitina pode potenciar a atividade do sistema imunológico (3 gramas de acetil L-carnitina mostraram proteção dos linfócitos CD4 em pacientes com VIH) e em combinação com ácido alfa lipóico é capaz de reduzir a pressão arterial, melhorar a sensibilidade à glicose e promover a saúde do sistema cardiovascular.

A capacidade da célula de produzir energia reduz-se no músculo cardíaco como consequência da idade ou quando produz-se uma lesão cardíaca, e o consumo de acetil L-carnitina pode melhorar a capacidade de produzir energia desta musculatura.

A combinação de acetil L-carnitina e L-carnitina mostrou ser eficaz na melhora da fertilidade masculina; aumentando a mobilidade, qualidade e quantidade do esperma.

Outras possíveis indicações incluem o tratamento do alcoolismo crónico, enfermidades hepáticas, melhora da fatiga em pacientes com escleroses múltipla e melhora dos sintomas de pacientes com ciática produzida por hérnia de disco.

Dosagem

As doses habituais são de 1.500-2.000 mg. No entanto, a quantidade varia em função do objetivo e pode oscilar entre 500 mg e 3 gramas ao dia. O ideal é repartir as doses para otimizar a sua absorção.

A vida média da acetil L-carnitina na corrente sanguínea é de 4,2 horas.

Precauções

A acetil L-carnitina é considerada segura, incluso em tratamentos prolongados não observou-se efeitos adversos de grande importância. Se aparece algum efeito secundário costuma ser a doses elevadas (≥5 g) e consiste em náuseas, vómitos ou estados de nervosismo. A altas doses pode dar lugar à um cheiro desagradável na urina como consequência da excreção de corpos cetónicos.

As pessoas com afeções médicas, patologias ou que estejam a fazer uma medicação devem ser supervisadas por um profissional qualificado.

Sugerimos também