A, Wiki

Para que serve linhaça? Benefícios e propriedades | NutriTienda

sexta, 1 de janeiro de 2010

O óleo de linhaça é o óleo obtido a partir da extração a frio das gorduras da semente de linho. O óleo de qualidade para o consumo humano deve ser extraído a temperaturas inferiores a 35º C, não deve ser refinado e deve ser conservado em recipientes de vidro escuro e conservado sob temperaturas de refrigeração. Isto deve-se a que o calor, a luz e o oxigénio exercem um efeito negativo sobre as gorduras polinsaturadas do óleo de linhaça (omega 3) e degradam a vitamina E. Se isto ocorre o óleo torna-se ranço, tornando-se amargo, com cheiro desagradável e efeitos prejudiciais à saúde. Por esta razão, este óleo não é apto para fritar.

Benefícios da sua contribuição

Graças ao seu teor de ácidos gordos essenciais omega 3, considera-se a linhaça como uma ferramenta para regular o colesterol, cuidar o sistema cardiovascular e evitar a formação de trombos. Estes efeitos melhoram pelo seu teor de fibra, vitaminas e minerais.

O seu teor de ácidos gordos omega 3 é muito útil para reduzir a formação de substâncias pró-inflamatórias. É especialmente recomendável o uso do óleo de linhaça no tratamento de doenças inflamatórias da pele e do cabelo, assim como para casos de stress, diabetes, sobrepeso ou alterações inflamatórias articulares.

Dosagem

O uso habitual é de uma colher de óleo de linhaça ao dia, de preferência em jejum ou com o pequeno-almoço. Em casos de transtornos sintomáticos muito elevados, pode-se aumentar a quantidade a tomar à 3 colheres ao dia, a primeira com o pequeno-almoço, a segunda no almoço e a terceira à tarde.

Sugerimos também