A, Wiki

Para que serve óleo de girassol alto oléico? Benefícios e propriedades | NutriTienda

sexta, 1 de janeiro de 2010

O óleo de girassol se obtém a partir das sementes de girassol (Helianthus annus) mediante o seguinte processo de extração:

  1. O primeiro passo é a descascagem ou separação das impurezas das sementes.

  2. O segundo passo é triturar a semente para a extração do óleo. A trituração é necessária para quebrar as células vegetais que logo se submetem à prensagem para obter o óleo. A nível industrial, a extração se realiza mediante dissolventes autorizados.

  3. O terceiro passo será a refinação, eliminam-se as impurezas que se formam nas fases anteriores, para conseguir um sabor suave e diminuir o grau de acidez do óleo.

  4. Finalmente obtém-se o óleo de cor amarelo suave e com um sabor ligeiramente doce, com uma acidez máxima de 0,2º e com denominação comercial de "óleo refinado de girassol".

O óleo de girassol está constituído 99,9% por gordura, o seu teor em ácidos gordos saturados é muito baixo, não chega ao 10% do seu conteúdo, e proporciona 900 kcal por 100 g.

Na sua composição destacam os ácidos gordos polinsaturados (61,40 g/100 ml) dos que destacam o ácido linoléico (Omega 6) e em menor medida o ácido linolénico (Omega 3). Estes dois ácidos gordos são considerados ácidos gordos essenciais, isto é, devem ser consumidos através da alimentação, já que o organismo humano não os pode sintetizar.

O óleo de girassol também contém gordura monoinsaturada (ácido oleico), embora em muito pouca quantidade em relação ao azeite de oliva, o seu teor está cerca dos 22,50 g/100 ml.

O óleo de girassol é um dos óleos com maior teor de vitamina E (56 mg/100 g), vitamina muito importante devido ao seu elevado poder antioxidante. Além da vitamina E, também contém outras vitaminas lipossolúveis como a vitamina K e em menor medida a vitamina A. Contém baixos níveis de potássio, sódio, ferro e proteínas.

O consumo moderado de óleo na alimentação também é necessário, já que além de energia, também proporciona outros nutrientes como vitaminas ou ácidos gordos essenciais.

Na atualidade o denominado óleo de girassol "alto-oleico" vai ganhando popularidade. Este tipo de óleo de girassol é uma variedade cuja composição é similar à do azeite de oliva, obtém-se a partir de sementes de girassol especiais, ricas em ácido oleico e representa uma alternativa interessante devido à sua composição nutricional e ao seu preço acessível. O ácido oleico é considerado cardiosaudável, já que aumenta o colesterol HDL também considerado colesterol bom. Nesta variedade de óleo de girassol as proporções do mesmo chegam a superar às do azeite de oliva, sobre um 80%, enquanto que no óleo de girassol tradicional o teor do mesmo mantém-se entorno ao 31%.

Devido ao seu sabor suave é amplamente utilizado na indústria para a fabricação de margarinas, conservas e um amplo espectro de produtos industriais, sendo também este aspeto o responsável do seu preço económico em comparação com outros óleos vegetais como o de oliva.

Benefícios da sua contribuição

O óleo de girassol é considerado cardioprotetor, graças à sua capacidade de reduzir os níveis de colesterol total e os de triglicéridos no sangue; reduzem o risco de formação de coágulos de sangue: trombose, acidentes cardiovasculares e contribui para a vasodilatação.

O óleo de girassol é um antioxidante natural que contribui para evitar a oxidação das células do organismo e também para a proteção das mesmas contra o efeito dos radicais livres. Isto quer dizer que, existe um risco menor de sofrer doenças como a arterioesclerose ou certos tipos de cancro. Além disso, devido às suas propriedades lubrificantes desde vem a ser usado desde a antiguidade para aliviar a prisão de ventre (laxante).

Sugerimos também